Como fazer um plano de ação para engajamento

plano de ação para engajamento

Como fazer um plano de ação para engajamento

Sua empresa tem um plano de ação para engajamento? Você sabe, de fato, o que isso significa para o sucesso de um negócio?

Engajar pessoas é uma tarefa desafiadora, porém muito necessária. Se pensarmos um pouco sobre a vida em sociedade, para que seja tranquila e harmoniosa, ela precisa que grupos estejam engajados o tempo todo, em diferentes aspectos da rotina.

Uma família, por exemplo, precisa estar engajada para que a reforma da casa transcorra sem atrasos. Da mesma maneira, uma escola e todos seus funcionários e educadores possam conduzir bem o ensinamento aos alunos.

A vida está cercada de processos que exigem o esforço em grupo, o trabalho em equipe. 

E este trabalho deve seguir um propósito, pois sem isso se torna apenas um processo mecânico, sem criatividade, motivação, vontade de realizar aquilo que foi planejado.

Nas empresas, um plano de ação para engajamento é essencial para manter uma cultura organizacional mais forte, focada nos objetivos e na alta produtividade. Ele exige que diversas atitudes sejam tomadas conjuntamente, para que de fato haja resultado.

Então como fazer, afinal, um plano de ação para engajamento? Neste artigo vamos te dar dicas que podem ser usadas como guia para começar a implementar uma estratégia no seu negócio.

A jornada do engajamento


O engajamento é muito mais do que
motivação, por isso é importante tem em mente que não é um processo que acontece de uma hora para outra, é uma jornada.

A motivação está ligada àquilo que queremos, que nos leva a tomar uma ação. Já o engajamento tem muito mais relação com a razão pela qual nos esforçamos para fazer tudo da melhor forma possível, a sensação de pertencimento e dedicação.

No início de toda essa jornada para o engajamento, a motivação é um aspecto muito ligado à segurança e necessidades de caráter fisiológico do colaborador. 

Ou seja, coisas como uma carga de trabalho definida, com pausas, boas condições de trabalho e um salário que lhe permita viver confortavelmente, são muito relevantes.

O colaborador que tem todas essas coisas certamente vai se esforçar para cumprir suas metas e alcançar resultados que a empresa espera, afinal sabe que essa é a única forma de manter seu emprego.

Infelizmente, esse colaborador não está muito engajado.

O engajamento é fruto de uma identificação com a cultura organizacional, os princípios do negócio e toda uma compreensão sobre o seu papel, como indivíduo, para o fluxo de trabalho.

Aliadas à todas as coisas que antes já importavam para ele, quando ele começa a ansiar por interagir com os colegas de equipe, tomar atitudes que tornem essa relação mais leve, assim como as trocas com líderes, gestores e parceiros do negócio, aí sim ele está dando um passo em direção ao engajamento.

É a partir daí que o trabalho deixa de ser um fardo. Mesmo que momentos estressantes façam parte da rotina, esse colaborador reconhece que são ossos do ofício, mas de forma geral, se sente satisfeito

Isso, é claro, também é fruto de uma valorização de seu trabalho. De gestores que constantemente oferecem um retorno para suas equipes e que, acima de tudo, entendem que também devem receber um feedback.

Assim, um plano de ação para engajamento deve considerar toda essa jornada, tomando ações que aos poucos as equipes cheguem ao topo, um degrau de cada vez.

Dicas para um bom plano de ação para engajamento


Até aqui, entendemos que um plano de ação para engajamento não é uma ação única e isolada, mas sim a construção de uma estratégia que se traduz em uma estrada a ser percorrida por toda a empresa.

O plano de ação para engajamento é o que vai definir o que será feito em cada ponto desse percurso e quais os resultados que se espera alcançar com ele.

A seguir, listamos as dicas principais para fazer um planejamento de sucesso:

1. Ouça seus colaboradores


Um plano de ação para engajamento que não considera seus principais membros já começa errado.

É preciso haver adesão de quem fará parte dele, portanto ouvir os colaboradores é a melhor forma de entender as necessidades destes profissionais.

Dê oportunidade para que expressem suas ideias e exponham sugestões sobre como tornar os processos internos mais otimizados.

2. Defina objetivos


Dificilmente a equipe vai se comprometer com objetivos que não conhecem ou que não ficaram completamente claros sobre
o que haverá de benefício neles.

Da mesma forma, objetivos impossíveis e instáveis não vão provocar motivação suficiente na equipe. 

As metas devem visar o bem da empresa e de todos que trabalham nela, para que os resultados possam ser alcançados conjuntamente, promovendo a sensação de união que é essencial para o engajamento.

3. Estabeleça estratégias


Como a empresa vai, de fato, chegar até seus objetivos de forma conjunta?

O plano de ação para engajamento deve incluir as ferramentas de comunicação interna que, ao longo do processo, vão auxiliar a equipe para que não perca o foco. 

Além disso,  cada profissional deve estar ciente de quais as atividades vai desempenhar e também os recursos necessários para a realização delas.

4. Estabeleça uma rotina de feedback


O plano de ação para engajamento deve incluir o
feedback. Com que frequência ele será feito?

É claro que, durante a rotina diária, os gestores podem sempre oferecer comentários sobre a atuação dos colaboradores e os incentivarem a serem mais abertos a críticas também. 

Mas a escala de um dia a cada semana ou quinzena para que um encontro mais formal possa discutir o desempenho geral no período é importante para não dar brecha para a desmotivação no trabalho.

5. Recompense


Quais serão as recompensas para aqueles colaboradores que mais se destacarem nos projetos? Essa questão deve estar explícita para um bom plano de ação para engajamento.

Mostre as oportunidades de crescimento na carreira, melhorias das condições de trabalho e os benefícios que os profissionais receberão em troca de seus esforços. Assim, eles terão mais clara a visão de que são parte fundamental do processo.

6. Comemore as conquistas


A conquista de bons resultados muitas vezes envolve
muito esforço. Por isso, um colaborador pode se sentir desmotivado quando o sucesso de suas ações é tratado como se não fosse nada demais.

Estabeleça um formato de celebração para situações como essa.

A comemoração da finalização de um projeto, por exemplo, seja com um happy hour, jantar ou um simples coffee break, além de conferir reconhecimento à equipe também proporciona momentos de leveza e interação entre os membros do time, construindo um ambiente de trabalho mais saudável.

 

Gostou das nossas dicas de como construir um plano de ação para engajamento? Conheça o BWG e saiba como podemos te ajudar nesse processo.

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.