O que são benefícios flexíveis e por que adotá-los?

benefícios flexíveis

O que são benefícios flexíveis e por que adotá-los?

Ao optar por uma vaga de emprego, os futuros colaboradores tendem a analisar muito mais do que o salário fixo mensal. Além dos benefícios tradicionais, como vale-refeição e vale-transporte, os chamados benefícios flexíveis também saltam aos olhos.

Diferente do que ocorre com os benefícios tradicionais, que são ofertados pela empresa, os flexíveis podem se adaptar ao perfil de cada colaborador, já que ele que define quais irá usufruir.

Mas não é só isso. Apesar de ser um universo novo para muitos gestores, os benefícios flexíveis podem revolucionar a relação entre a empresa e os colaboradores.

Para entender melhor as características e como eles funcionam, continue conosco! Ao longo do artigo você irá compreender:

  • quais as vantagens para os colaboradores;
  • quais as vantagens para a empresa;
  • como escolher o melhor pacote de benefícios.


Boa leitura!

Afinal, como funciona a oferta de benefícios flexíveis?


Os benefícios flexíveis são ofertados através de pontuações específicas. O time de gestão classifica cada um deles com pontos, que podem ser 05, 10, 15 cada.

Em determinado período, o colaborador recebe uma quantidade x de pontuação que pode ser “resgatada’’ no pacote. Este volume de pontos é similar a todos os funcionários.

Suponhamos que cada colaborador tenha 300 pontos. O seguro-saúde vale 150 e o auxílio creche vale 50. Caso o colaborador escolha pelo seguro-saúde e pelo auxílio-creche, ele utiliza 250 dos seus 300 pontos, restando apenas 50. Então, no período definido, ele terá acesso ao seguro-saúde e ao valor do auxílio creche.

Ao final do período, a pontuação é zerada e será necessária realizar novas escolhas. É interessante que o colaborador se atente ao período de disponibilização dos benefícios e se planeje. Afinal, quando chegar ao final do período ele não poderá utilizar o seguro escolhido. As escolhas, de fato, precisam ser adequadas e bem pensadas.

O sistema de pontos promove mais clareza ao processo, uma vez que os colaboradores têm acesso ao seu placar e os benefícios que podem ser utilizados em determinado período.

Principais vantagens para a empresa


Ao oferecer um pacote de benefícios flexível, a empresa está investindo, mesmo que indiretamente, em seu próprio desenvolvimento pessoal. Quer entender melhor?

Geralmente, as bolsas de estudo, seja de cursos livres, graduação ou pós, fazem parte dos pacotes de benefícios flexíveis. Ao usufruir um destes benefícios, o profissional conquistará novas qualificações e, por sua vez, contribuirá positivamente com o crescimento do negócio.

Por consequência, a imagem da empresa que implementa benefícios flexíveis também é valorizada. Além de se tornar referência entre os colaboradores atuais, atrai o interesse de novos talentos.

Outro aspecto relevante está atrelado a produtividade. Quando a empresa conta com um pacote de benefícios que agrega valor a vida pessoal e profissional dos colaboradores, eles se sentem mais motivados e profissionalmente satisfeitos. Sendo assim, elevam seus índices de produtividade, auxiliando a empresa no cumprimento de metas, objetivos e aumento da lucratividade!

Principais vantagens para o colaborador


Sem sombra de dúvidas, o colaborador é a figura que melhor aproveita as vantagens dos benefícios flexíveis. Afinal, ele pode optar pelos serviços que mais sejam úteis ao seu perfil, podendo desfrutá-los integralmente.

Partindo de um exemplo simples é possível compreender as vantagens dos benefícios flexíveis. Suponhamos que um colaborador x é solteiro, esportista e sem filhos. Sendo assim, ele não possui interesse por um auxílio-creche, certo? Se ele puder optar entre o auxílio-creche ou um convênio com academia, certamente a segunda opção é mais atrativa.

Analisando por outro lado, um colaborador que é pai de dois filhos menores de idade e que não pratica atividades físicas com frequência, encontra no auxílio-creche a opção mais vantajosa para a sua família.

O que considerar ao definir os benefícios que serão disponibilizados?


Entre tantos benefícios possíveis para um pacote, nem sempre a tarefa de definir quais deles serão disponibilizados pela empresa é simples. Pelo contrário, cabe ao gestor calcular os custos, a probabilidade de estes benefícios contribuírem com a retenção de talentos e, principalmente, o impacto produtivo que cada um deles trará para o quadro laboral.

Para auxiliar na decisão, é válido considerar os seguintes aspectos:

Definição de perfil dos colaboradores – Considere a renda, idade, sexo, estado civil e escolaridade. Lembre-se que não há tanto sentido em oferecer auxílio-creche a um grupo de colaboradores que não possui filhos, por exemplo.

Analise a disponibilidade financeira – Para que a saúde financeira não seja comprometida com a oferta de benefícios, é de extrema importância avaliar todos os indicativos econômicos do negócio, incluindo provisões financeiras e balancetes, por exemplo.

Entenda as prioridades do seu time – Ninguém melhor para aprovar a implementação de benefícios do que o próprio colaborador, certo? Então, depois de avaliar todos os indicativos, dialogue com a equipe e entenda quais benefícios são prioritários e mais desejados no consenso comum. A partir daí, relacione os mais votados e priorize os que se adequam a realidade da empresa.

 

E então, será que não é o momento de modificar a política de benefícios da sua empresa e disponibilizar aos funcionários um clube de benefícios flexíveis? A Previdência Privada é um dos auxílios mais almejados pelos colaboradores. Leia nosso artigo e entenda como funciona o modelo de previdência.

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.