Como um clube de vantagens pode ajudar o RH a atingir as metas

processo de contratação

Como um clube de vantagens pode ajudar o RH a atingir as metas

O papel estratégico do RH é incontestável nas empresas. Fundamental no resultado, também tem a missão de encontrar colaboradores qualificados, retê-los, além de reduzir custos, tornando o negócio mais competitivo. Para isso, o profissional da área precisa utilizar todos os mecanismos disponíveis. Um destes mecanismos é o desenvolvimento de um clube de vantagens.

Os bons e velhos planos de saúde, odontológicos e vales para alimentação ainda seduzem, mas já não são considerados diferenciais. As pessoas evoluíram e querem benefícios que façam diferença em suas vidas, que possam ser usados em diversas situações e, principalmente, que tragam uma vantagem real para elas.

A felicidade do colaborador é o combustível para a empresa


Benefício é investimento. Profissionais felizes trabalham melhor, têm menos problemas de saúde e se sentem importantes para a organização. O resultado é o sucesso da empresa.

Todos ganham, já que benefícios como um clube de vantagens, acabam facilitando a atração de talentos, a diminuição de turnover, a melhoria no ambiente interno e, claro, a produtividade do profissional.

Um estudo conduzido pelo especialista Andrew Oswald, da Universidade de Warwick, no Reino Unido, confirmou o que os profissionais de RH sentiam há tempos: Colaboradores felizes são 12% mais produtivos.

Sonja Lyubomirsky, da Universidade da Califórnia (EUA), mostrou que há aumento de 37% nas vendas e três vezes mais criatividade em profissionais satisfeitos.

Como um clube de vantagens pode ajudar o RH?


Um clube de vantagens oferece produtos, serviços e descontos exclusivos aos seus membros, que podem escolher os benefícios que mais agradam e utilizar da maneira que acharem conveniente: facilidade e liberdade.

A pesquisa realizada pela consultoria Hays e pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Insper mostrou que apenas 20% do número total de pessoas entrevistadas se mostraram preocupadas com o valor final do salário ao se candidatar a uma vaga.

Além disso, 90% dos colaboradores já contratados levam mais em consideração os recursos extras — até mesmo não financeiros — que o valor final do salário na hora de decidirem ficar ou não em uma empresa.

Para o RH, portanto, é extremamente importante a utilização de estratégias como um clube de vantagens para motivar e reter talentos, estimular o engajamento, promover qualidade de vida e aumentar a produtividade das equipes. Assim, o RH e a empresa conseguem atingir seu objetivo: proporcionar bem-estar e felicidade aos seus colaboradores.

Você também pode colaborar para isso compartilhando este post no LinkedIn e mostrando para mais pessoas como estas estratégias podem ser importantes e trazer ainda mais felicidade aos trabalhadores.

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.