5 dicas essenciais de como melhorar a experiência do colaborador

experiência do colaborador

5 dicas essenciais de como melhorar a experiência do colaborador

Você já se perguntou o quanto a experiência do colaborador na sua empresa é importante para o desenvolvimento do negócio? Bem, não deveria haver nenhuma dúvida quanto à relação entre esses dois pontos.

A preocupação focada exclusivamente em metas já não é mais uma metodologia suficiente para uma gestão de sucesso. 

O perfil de colaborador tem mudado e se tornado cada vez mais exigente nos últimos anos, se tornando mais um desafio para as empresas, que precisam entender melhor seus profissionais para de fato alcançarem a alta performance.

Mas se você ainda pensa que uma experiência satisfatória pode ser resumida a um salário competitivo, você vai descobrir nesse texto que é muito mais do que isso.

Vamos mostrar como o colaborador se tornou mais exigente, apontando a importância e benefícios de investir no bem-estar de seu capital humano, assim como oferecer dicas práticas de como tornar esse relacionamento mais harmonioso e satisfatório.

O colaborador exigente


As empresas atualmente discutem muito sobre a satisfação do cliente, que está cada vez mais procurando por
experiências únicas junto às marcas que consome, e acabam se esquecendo que os seus colaboradores também são clientes.

Clientes internos, mas ainda assim, clientes. Simplificando, a exigência é a mesma. 

O público leva em consideração aspectos muito mais específicos quando se trata a opinião sobre uma organização.

Empresas dinâmicas, responsáveis, comprometidas com a qualidade de seus produtos e serviços, com o atendimento, com o meio ambiente e que se posicionam em relação às questões sociais, são apenas algumas das observações que são consideradas.

O momento atual, que por sua vez está repleto de mudanças advindas da transformação digital, faz com que as organizações se preocupem em recrutar talentos capacitados para lidar com elas.

Assim, o mercado de trabalho se torna cheio de possibilidades para esses profissionais, que certamente vão se interessar mais por aquelas instituições que os fazem se sentir mais bem representados e que oferecem mais oportunidades de carreira.

Sendo assim, a empresa precisa investir em uma verdadeira campanha para mostrar a essas pessoas que vale a pena trabalhar ali, criando também um ambiente mais propício ao desenvolvimento individual e conjunto.

Os millenials, uma geração dinâmica que busca autonomia, flexibilidade e conexão com a gestão, está dominando com tudo ao mercado de trabalho e, segundo estudo, até 2030 promete compor até 70% da força ativa no Brasil.

As empresas definitivamente vão precisar conquistar a atenção e lealdade desses profissionais modernos que caminham em direção ao futuro do trabalho.

Importância de pensar a experiência do colaborador


Como você já deve ter percebido até aqui, pensar a experiência do colaborador é, atualmente, uma questão-chave para manter os melhores profissionais na sua empresa e conquistar a performance desejada.

A mudança no mindset da gestão de pessoas faz parte de um conjunto de fatores que provoca a reestruturação interna das organizações, despertando a atenção para elementos da rotina que tornam o trabalho mais prazeroso e engrandecedor. 

É essencial pensar que os colaboradores são reflexo de uma marca e estão acima de qualquer estratégia técnica, mesmo em um período em que a presença da tecnologia nunca foi tão forte.

Por essa razão, você não quer ver profissionais desmotivados, irritados ou inseguros dentro da empresa. Prezando pela felicidade dessas pessoas, as perspectivas para o negócio são muito melhores, pois entre outras coisas:

  • A rotatividade de profissionais diminui
  • A produtividade aumenta
  • A empresa consegue reter os melhores talentos
  • O clima organizacional se torna mais harmônico
  • A cultura organizacional se fortalece
  • A imagem da empresa melhora através do Employer Branding.


Como melhorar a experiência do colaborador


A experiência do colaborador é um conceito bem complexo, já que pode envolver desde o relacionamento com as lideranças e colegas de equipe, até a dificuldade de trabalhar por conta de uma impressora defeituosa ou um computador que trava frequentemente.

Por esse motivo, a gestão deve estar ciente de que não é uma estratégia que se coloca em prática de uma hora para outra, com resultados imediatos.

É um processo constante e a longo prazo, que também depende muito do porte de cada organização, seus valores e metodologia interna.

Isso não quer dizer, porém, que não seja aconselhável começar o quanto antes, experimentando práticas e identificando quais delas mais se encaixam a seus times.

Dessa forma, preparamos 5 dicas essenciais para dar início a esse processo da melhor maneira possível. Confira:

1. Providencie um diagnóstico


Se você não sabe por onde começar, tente olhar para dentro da sua empresa com uma visão mais crítica e com certeza você obterá respostas. 

Você conhece realmente aqueles que trabalham com você? Sabe o que eles esperam e como se sentem?

Esses dados serão a fonte de insights preciosos para qualquer estratégia.

2. Preze pela qualidade do ambiente


Lembra do exemplo da chateação pelo computador travando? Pois é, isso afeta muito a experiência do colaborador, que pode ficar estressado e improdutivo por algo tão desnecessário.

Preocupe-se em oferecer equipamentos de qualidade e suporte técnico, assim como prezar por ambientes limpos, iluminados e arejados. 

Conforto também é pré-requisito para um profissional mais feliz.

3. Exercite o reconhecimento


Quer motivar seus colaboradores? Reconheça seus esforços sempre que possível. Pequenos gestos podem fazer toda a diferença quando se trata desse assunto.

Além de naturalizar o feedback e fazer dele um elemento presente no cotidiano da organização, procure celebrar as conquistas dos times e agradecer pelo desempenho de cada um.

4. Oriente as lideranças


Os líderes são figuras determinantes para o sucesso de uma estratégia que visa a experiência do colaborador. 

Eles estarão ou pelo menos, devem estar constantemente próximos dos profissionais, acompanhando, orientando, avaliando. 

O comportamento deles diz muito sobre a experiência de uma equipe inteira, então também devem compreender a importância do processo e suas responsabilidades ao longo dele.

5. Foque na integração


O profissional quer se sentir parte de um grupo, enxergando uma identificação tanto com seus colegas, quando com a própria marca, criando um vínculo de confiança.

A comunicação interna, nesse sentido, tem um papel especial ao promover a interação diária, permitindo que todos os setores estejam constantemente em contato, trabalhando como um grande time.

 

O BWG oferece o suporte ideal para elevar a experiência do colaborador da sua empresa a um outro nível, através de uma poderosa plataforma digital de interface multifuncional. Confira como podemos te ajudar.

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.