Gestão Integrada de Benefícios: o que é?

O que é a Gestão Integrada de Saúde?

Gestão Integrada de Saúde são ações especificas desenvolvidas para o RH das corporações, com o intuito de promoção da saúde e prevenção de doenças e acidentes, visando sempre o bem estar físico e psicossocial dos colaboradores da empresa.

Essas ações visam, além de qualidade de vida para os colaboradores da empresa, o ganho em produtividade.

Isso porque um colaborador com a saúde em dia, sente-se amparado, seguro, feliz, tende a não ter ou desenvolver problemas de saúde físico e mental que acarretam na perda de produtividade, ausências constantes e até desmotivação em continuar atuando na companhia.

 

Quais são as ações que estão inseridas dentro da gestão Integrada de saúde?

Basicamente temos como principais ações: Programas de Qualidade de vida, Acompanhamento a gestantes e idosos ou pessoas com alguma doença crônica, Saúde ocupacional, Medicina Assistencial, Controle de informações sobre a saúde dos colaboradores em acompanhamento gerencial por relatórios e controles e uniformização dos fatores determinantes conforme o perfil de cada empresa.

Isso porque as ações que serão implementadas na empresa dependem de uma série de fatores, minuciosamente estudados para que sejam tomadas as ações que de fato, farão com que a saúde dos colaboradores de forma global seja melhorada, acompanhada e previna doenças evitáveis por conta de alimentação ou sedentarismo.

 

Todos os colaboradores têm que ser assistidos por todos os programas de qualidade de vida?

Não. Com o aval da empresa para a implantação desse tipo de Programa de Qualidade de Vida e gestão, é feito um levantamento através de pesquisas de saúde com toda a empresa para identificar o perfil dos colaboradores entre os que precisam e os que não precisam de um determinado acompanhamento.

Por exemplo: Se na empresa há muitos fumantes, pode ser implantas ações voltadas para a Qualidade de vida desses colaboradores com o intuito de evitar problemas de saúde mais graves causados por conta do tabagismo que podem ser: incentivo a abandono do vício, incentivo a aumentar a frequência de consultas médicas e exames anuais, incentivo à pratica de esportes, etc porém direcionado, com acompanhamento e gerenciamento dos resultados. 

 

O colaborador identificado com algum fator de risco para a sua saúde é obrigado a participar do programa, caso a empresa implante?

Não. Ninguém é obrigado a participar dos programas.

Porém, é feito todo um trabalho de conscientização dos colaboradores, porque esse tipo de ação foi criada justamente para que ele mesmo tenha uma melhoria na sua qualidade de vida, seja dentro ou fora dos domínios da empresa onde ele trabalha.

Além disso, toda e qualquer ação, além de ser autorizada pelo RH, é obrigatório ter o aval do colaborador. Sem isso, não há atuação, seja de qualquer tipo de programa que se faça necessário.

 

Isso tem algum custo para a empresa?

Depende! Hoje há no mercado seguradoras que oferecem gratuitamente, dentro do contrato de seguro saúde, algumas ações voltadas para a gestão da saúde.

Porém, caso a empresa queira ter uma gestão integrada, com acompanhamento global e apresentação de resultados, pode ser que tenha que ter um programa desenhado para as suas necessidades e isso gere um custo adicional, que varia de acordo com os programas que ela quer implantar, a quantidade de colaboradores, o período e pré disposição do RH em tornar essas ações efetivas junto ao quadro de colaboradores.

É feita a análise da empresa e de mercado na busca dos melhores prestadores e com custo mais competitivo, assim como é feito quando a empresa busca por um seguro saúde tradicional!

 

O que a empresa Ganha implantando a Gestão Integrada à Saúde para os colaboradores?

Muito! Começamos pelo ganho de valor do RH em relação à visão dos colaboradores.

Um RH que se mostra preocupado com a saúde dos colaboradores ganha muitos pontos com eles quando a empresa tem esse tipo de programa.

O colaborador sempre pensa 2x antes de migrar para outra empresa, ou para o concorrente.

Segundo importante ganho é com a prevenção de doenças mais graves

Terceiro ganho fundamental, gera muita economia para a empresa no médio e longo prazo. Isso porque um colaborador saudável, além de ser mais produtivo, tende a não trazer grandes gastos com o plano de saúde ou o uso para tratamentos de alto custo, como cirurgias, por exemplo.

Reduzindo a utilização do plano com a prevenção de doenças, a empresa tem reajustes menores e com isso, sobra mais dinheiro para que ela possa investir em outros setores para crescimento da empresa ou com os próprios colaboradores (por que não?)

 

Quais são os principais programas dentro de um sistema de gestão Integrada da saúde?

Temos várias e que podem ser moduladas conforme determinação do RH. Entre alguns deles, podemos citar:

  • Diagnóstico de saúde 
  • Acompanhamento Nutricional
  • Gestão de Crônicos
  • Gestantes de risco
  • Gestão de melhor idade
  • Gestão de coluna
  • Ginástica laboral
  • Palestras e Intervenções
  • Incentivo à atividade física, etc

 

Esses são somente alguns exemplos. Podemos ter ainda muitas outras possibilidades e modalidades de programas de Saúde e Prevenção a doenças!