O que é sinistralidade? e como reduzir este índice na sua empresa

Você provavelmente já sabe que o plano de saúde é um dos benefícios mais desejados pelos profissionais de hoje. Mas você sabe o que é sinistralidade?

Ele é um índice muito importante para a manutenção do plano de saúde.

Entretanto, no cenário atual do Brasil, controlar a sinistralidade e oferecer um benefício de qualidade para os colaboradores não é uma tarefa nada fácil e exige estratégia.

Neste artigo vamos explicar o que é sinistralidade e através de quais ações você pode trabalhar para reduzir esse custo que impacta na rentabilidade da empresa.

Acompanhe!

O que é sinistralidade?


A sinistralidade é o principal índice dos contratos de plano de saúde, equivalente à relação entre as
despesas com a utilização dos serviços médicos e a receita que a operadora recebeu pelo contrato

Em outras palavras, isso quer dizer que todas as vezes em que o colaborador aciona o plano de saúde para comparecer à uma consulta, seja um exame ou um procedimento cirúrgico, abre-se um registro de ocorrência conhecida como sinistro.

O sinistro representa um valor, que diferencia de empresa para empresa, de acordo com o que é determinado por seus planos e serviços.

Seguindo essa linha de pensamento, o valor da sinistralidade se dá pelos custos dos sinistros e o chamado prêmio, que é a receita recebida pelo plano de saúde. O cálculo do valor gasto dividido pelo valor pago resulta no valor final, que multiplicado por 100, revela a porcentagem.

A empresa operadora do plano de saúde é quem determina o valor percentual aceitável através do número de sinistros esperados. 

O problema está quando o resultado aumenta de um ano para o outro, ou se fica acima desse valor previamente estabelecido pela operadora. Isso porque será necessário um reajuste no valor do contrato. 

Leia também  Doenças ocupacionais: 5 melhores práticas para prevení-las

O objetivo é que as operadoras de plano de saúde não tenham prejuízo.

Por outro lado, o preço dos planos também pode estar com um valor baixo do que é preciso para cobrir os custos da contratada, o que significa um risco à qualidade de atendimento aos profissionais da empresa.

Assim como a operadora, a empresa também é prejudicada pela alta taxa de acionamento dos planos de saúde. 

Se ela arcar sozinha com essas despesas, acabam pagando um valor bem mais caro pelos planos. Porém, se opta por adotar a coparticipação dos colaboradores no pagamento, isso também afeta o bolso dos beneficiários, o que acaba não sendo uma saída ideal.

Boas práticas para reduzir a sinistralidade


Agora que você já sabe o que é sinistralidade, é importante pensar em maneiras de evitar custos com os planos de saúde.

Mas como fazer isso? O ideal é adotar um comportamento preventivo, que promova a qualidade de vida dos colaboradores para que não precisem recorrer aos planos.

Vejamos então algumas dicas estratégicas que sua empresa pode adotar para evitar problemas com esse índice:

Check-ups e exames preventivos


Entendo o que é sinistralidade, logo é possível deduzir que estratégias que utilizam de programas de educação preventiva são ótimas opções de combate à ela. 

Com o estímulo a check-ups e exames preventivos com certa frequência a empresa previne o aparecimento de doenças que podem acabar se agravando, prejudicando a saúde do profissional a ponto de precisar fazer o uso recorrente do plano.

A frequência e especificidades dos exames podem variar de acordo com diversos fatores, como o histórico familiar e a idade, mas é importante valorizar esse estímulo dentro da empresa, pois garante, além da prevenção de doenças, um diagnóstico mais ágil e precoce, se for o caso.

Leia também  Lei Geral de Proteção de Dados: saiba o que muda no Brasil

Hábitos saudáveis


O
departamento de RH é o personagem principal de uma estratégia eficaz para reduzir a sinistralidade. Ele é quem deve partir da teoria para a prática, executando ações que de fato promovam bem-estar e qualidade de vida no ambiente de trabalho.

O estímulo aos hábitos saudáveis pode se dar, por exemplo, por meio de ações de atividades físicas como planos em academia, ginastica laboral, ou atividades em grupo como caminhada, corrida e passeios de bicicleta. 

Além disso, uma opção simples mas muito significativa é o incentivo a uma alimentação saudável, com frutas e sucos naturais em momentos de pausa do trabalho.

Com essas pequenas atitudes os profissionais acabam mantendo uma imunidade estável e ficando menos doentes, evitando o uso do plano de saúde e, consequentemente, equilibrando o nível de sinistralidade. 

Campanhas de conscientização


As campanhas de conscientização são muito importantes pois além de manterem os colaboradores prevenidos contra doenças, também fazem com que eles usem o plano de saúde de forma mais
responsável e direcionada

Nesse sentido as campanhas podem ter, por um lado, o viés mais tradicional

Esse teor é aquele que conscientiza sobre a necessidade de vacinação, do uso de preservativo para se proteger contra as doenças sexualmente transmissíveis, do combate ao tabagismo e também questões de bem-estar no trabalho, como alongamento, postura correta, entre outras.

Por outro lado, as campanhas de conscientização podem abordar também o uso adequado do próprio convênio de saúde, explicando que o uso do mesmo deve ser responsável, pois uso sem necessidade e excesso de solicitações pode sobrecarregar a empresa e prejudicar a disponibilidade do mesmo.

Assim, os profissionais entendem que o plano deve ser usado apenas quando for realmente necessário, além de se manterem conscientizados sobre a necessidade de cuidar dos princípios básicos de uma vida saudável.

Leia também  O que é uma apólice de seguro de vida e quais os principais tipos?

As ações de campanha podem ser diversificadas entre diversos meios para atingir ainda mais os colaboradores, como através de vídeos, panfletos, e-mail, mural e até mesmo eventos especiais, dependendo de como a empresa acha que será mais efetiva a transmissão da mensagem.

Consultoria de gestão de saúde


Se sua empresa teve ou está tendo problemas com alto índice de sinistralidade, ou seu departamento de RH está muito
sobrecarregado com outras demandas, uma ótima opção é contratar uma empresa parceira para fazer a gestão de saúde do seu negócio.

A vantagem é que uma consultoria trabalha com profissionais especializados que sabem o que é sinistralidade e suas dores, além de uma bagagem vinda de outros cases e uma equipe pronta para atuar com ações mais efetivas, como auditoria médica e análises de risco.

 

Gostou das nossas dicas? Agora que você já sabe o que é sinistralidade, não deixe de conferir também qual o papel da curadoria na comunicação interna.

Quer falar com um especialista?Nós Podemos Ajudar Você!

Preencha o formulário se tiver problemas com Folha de Pagamento, Seguros e benefícios, Comunicação Interna ou Engajamento e performance de colaboradores.

Related Posts

× Como posso te ajudar? Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday