Trabalho Remoto e a Folha de Pagamento

trabalho remoto e folha de pagamento

Trabalho Remoto e a Folha de Pagamento

Há algumas semanas fomos surpreendidos pela declaração da OMS – Organização Mundial da Saúde- da pandemia de coronavírus. Situação que colocou o mundo em alerta e impactou diretamente nossas rotinas e, consequentemente, os serviços essenciais nas empresas. 

Empregos, salários, processos complexos. Como lidar com mudanças que aconteceram em 24, 48 horas? Executivos e tomadores de decisão das empresas se viram em um cenário complexo, nunca antes vivenciado. A iniciativa de fechar as portas das empresas, escritórios, em virtude da pandemia de Coronavírus, os colocou frente a frente com uma questão prática, de grande relevância nas organizações: estamos ou não preparados para trabalhar home office? Estamos ou não preparados para trabalhar a distância? 

De maneira geral, o RH, em especial, os processos relativos à folha de pagamento, não estavam prontos para trabalhar de maneira remota, ou, nunca pensaram em trabalhar dessa maneira. Os CEO’s, diretores e tomadores de decisão das empresas, preocupados em como blindar o fluxo de caixa. Pagar fornecedores, honrar contratos, acabaram com mais uma preocupação, que seria se conseguiriam ou não, gerar sua folha de pagamento.

Será que cumpririam os prazos legais? Será possível pagar todos os funcionários em dia, sem inconsistências? Nesta hora, um parceiro preparado para executar os fluxos do trabalho é diferencial. O limite imposto pela pandemia da Covid-19 às empresas, exige que prestadores de serviço de geração de folha de pagamento, se adaptem rapidamente, oferecendo segurança, solidez e comprometimento com sua carteira de clientes. Disponibilidade, ambiente seguro, preferencialmente  cloud. 

O momento é de incerteza, portanto, tornar as informações acessíveis, sete dias por semana, 24 horas por dia, facilitando acesso em qualquer lugar do mundo, pode fortalecer os laços cliente-empresa, criando uma relação duradoura e de confiança. A lição que devemos extrair do caos, sem data para acabar,  é que em um piscar de olhos o futuro do trabalho nos confrontou, colocou à prova nossos discursos e nos obrigou a aceitar que a mudança nos processos de trabalho e de geração de folha devem acontecer imediatamente. 

Devemos ter parceiros preparados, acessos facilitados, amparo jurídico e flexibilidade para abraçar as mudanças que certamente virão em um ritmo acelerado. Não sabemos quando a situação deve normalizar, mas depois destas reflexões impostas, fica a certeza de que o mundo mudou e ainda vai mudar muito. Nossa forma de trabalhar nunca mais será a mesma. 

Se você gostou desse post, não deixe de compartilhá-lo nas suas redes sociais!

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.