Como organizar a criação de conteúdo para Comunicação Interna

Compartilhe

Não é novidade que o capital humano é o bem mais precioso de uma empresa. E manter a equipe alinhada e informada é fundamental para se ter sucesso nos negócios. Nesse sentido, a criação de conteúdo para Comunicação Interna torna-se uma importante aliada da área de RH e das lideranças.

O motivo é bastante simples: a comunicação interna é uma poderosa ferramenta para que as equipes trabalhem motivadas, já que a transparência se mostra fundamental para que esses colaboradores estejam satisfeitos e alinhados com a organização.

Além disso, a criação de conteúdo para comunicação interna é uma excelente forma de divulgar a cultura e os valores da organização, aspectos que têm impacto direto no engajamento, na produtividade e até mesmo na ações de employer branding e marca empregadora.

E para te ajudar nessa difícil missão, preparamos este artigo com o intuito de trazer mais informações sobre os principais aspectos da criação e gestão de conteúdo para esses canais de comunicação interna. Continue a leitura e anote o nosso passo a passo!

 

Dicas para a criação de conteúdo para Comunicação Interna

1. Tenha um canal para se comunicar

A criação de conteúdo existe para que ele seja divulgado. Porém, essa divulgação tem que ser estratégica e por meio de um canal efetivo.

Por isso, é de extrema importância definir um local para que seus avisos e comunicados sejam entregues. Isso pode acontecer por meio de um sistema interno da empresa, voltado para isso, um e-mail ou newsletter e até mesmo o bom e velho mural de recados.

Vale a pena considerar também o uso de uma rede social corporativa, pois essa ferramenta aproxima ainda mais a empresa do seu cliente interno e colabora para melhorar o clima organizacional, fazendo com que os colaboradores tenham mais trocas entre si.

Além disso, a rede social corporativa está cada vez mais em evidência por ser uma plataforma capaz de oferecer aos colaboradores uma experiência mais imersiva.

Aliás, em 2022, o BWG lançou uma pesquisa para entender como as empresas estavam se comunicando através das redes sociais corporativas. 

O estudo contemplou empresas como a Alpargatas, o Grupo Boticário e a Unimed, e 54% delas disseram que estão satisfeitas com o impacto e os resultados que as redes sociais corporativas estavam trazendo para os seus negócios.

Para conferir todos os dados da pesquisa, clique aqui!

Além disso, os tópicos apontados nos comunicados devem ser usados como um meio eficiente para promover discussões, disseminar e receber ideias, e fazer os demais alinhamentos necessários para o bom andamento de uma empresa.

Leia também: O que é engajamento nas empresas e como melhorar seus resultados?

2. Torne as informações acessíveis

Uma empresa não é composta apenas de lideranças, diretores ou pessoas em cargos de níveis mais altos. Assim, a comunicação deve ser expressiva e de fácil entendimento para que seja compreendida por todas as pessoas.

Utilizar palavras muito rebuscadas na criação de conteúdo, por exemplo, pode tornar a mensagem menos acessível e interessante – o que, certamente, fará com que os colaboradores deixem de acompanhar o que está sendo divulgado naquele canal, além de perder vontade de interagir com os conteúdos.

+ 50 dicas [aleatórias] para bombar na sua rede social corporativa

3. Conte com os serviços de uma agência de Comunicação Interna

Dados da Aberje que mostram que 59% das empresas atuam com equipe interna e com o serviço de uma agência externa. Isso acontece porque nem sempre é possível dar conta de todas as demandas de Comunicação Interna, além de outros fatores.

E é justamente para facilitar esse processo que as agências existem. Com o apoio dos especialistas do BWG, por exemplo, a sua equipe conta com:

  • Treinamentos voltados para lideranças e influenciadores internos. 
  • Diagnóstico de Comunicação Interna. 
  • Campanhas de endomarketing com conteúdos que geram identificação e significado durante toda a jornada do colaborador. 
  • Criação de conteúdo personalizadoo com editorias que se encaixam nas necessidades da empresa.  
  • Gestor de comunidade, que é uma pessoa dedicada a conhecer, conectar e atender às necessidades do público interno.

Ou seja com os serviços de Comunicação Interna do BWG você humaniza e fortalece a comunicação interna da sua empresa com ações de endomarketing criativas, conteúdos com propósito, treinamentos para lideranças e diagnósticos para tomada de decisões efetivas.

Vale ressaltar também que, com olhar atento, planejamento, canais bem definidos, apoio de uma agência externa e tomada de decisão orientada a dados, fica muito mais fácil criar conteúdos de valor, que possam atender às necessidades do público interno.

Quer saber mais sobre como o BWG pode apoiar a sua empresa no seu posicionamento estratégico de Comunicação Interna? Entre em contato conosco!

4. Dê abertura e ouça os colaboradores

Por fim, organizações que prezam por uma comunicação interna eficiente devem ouvir seus colaboradores individualmente. Dessa forma, um dos papéis do RH é ser um setor acessível e aberto a críticas e sugestões, seja por meio de pesquisas ou por canais como a ouvidoria.

Afinal de contas, os colaboradores nem sempre vão se sentir confortáveis para expressar suas dúvidas nas reuniões periódicas voltadas à interação. Portanto, precisam sentir que há segurança para expor o que os incomoda ou as mudanças que acham necessárias.

Precisando de ajuda com a criação de conteúdo para seus canais de comunicação interna? Baixe nosso ebook e descubra como posicionar a Comunicação Interna como pilar fundamental da sua empresa influenciando, ampliando e otimizando os resultados, os processos e as estratégias de suas ações corporativas.

BWG

BWG

Assine a news e fique por dentro das principais notícias do mundo do RH e da Comunicação Interna.