Gestão de desempenho: importância e novos modelos

gestão de desempenho

Gestão de desempenho: importância e novos modelos

Você já se perguntou se o modelo de gestão de desempenho da sua empresa realmente é promissor para o crescimento do negócio?

Esse conceito é muito conhecido no meio empresarial, mas nem todos sabem de fato sua importância e como aplicar nele estratégias que possam potencializar resultados.

De fato, toda organização sabe que o sucesso de suas ações está diretamente ligado à forma como ela gerencia o seu capital humano, seus colaboradores. 

Por outro lado, uma pequena parcela delas inova em seus modelos de operação, um erro que inevitavelmente impacta em todas as metas da empresa.

Neste artigo, falaremos sobre a importância da gestão de desempenho e da necessidade de sua constante renovação, para que acompanhe os novos modelos de mercado.

Ficou interessado? Acompanhe!

O que é gestão de desempenho?


A gestão de desempenho nada mais é do que uma maneira de
avaliar e melhorar continuamente a performance dos colaboradores, visando tornar a empresa mais eficiente e efetiva em todos os seus processos.

Dessa forma, o departamento de Recursos Humanos é o responsável por cuidar dela.

Através de um planejamento estratégico, o objetivo é viabilizar toda uma cultura voltada para o sucesso dentro do negócio. 

Assim, os três pilares de análise do procedimento se voltam para: o trabalho que os colaboradores fazem, de que forma fazem e quais resultados alcançam a partir dele.

Paralelamente, os objetivos também se pautam em três aspectos principais: oferecer suporte à estratégia geral da empresa, melhorar a comunicação dentro do ambiente de trabalho e proporcionar oportunidades de crescimento para os profissionais.

Importância da gestão de desempenho


A gestão de desempenho de colaboradores, como citamos, está diretamente ligada aos resultados finais da empresa. Ou seja, ela interfere no
desempenho geral do negócio.

Além disso, uma boa estratégia é fundamental para fortalecer aspectos que hoje são de máxima importância no ambiente interno, como:

Tomada de decisão


A tomada de decisão é um ponto que cada vez mais recebe atenção dentro das empresas. Toda e qualquer medida precisa ser
embasada em dados concretos, fundamentada em análises profundas que justifiquem a ação. 

Dentro da gestão de desempenho, são produzidos materiais de cunho quantitativo que são preciosos para essa fundamentação. 

Por exemplo, questionários de múltipla escolha para avaliação de competências e índices de resultados de cada colaborador individualmente são materiais ricos para tomar decisões. 

Estratégia


Atualmente, todas as operações corporativas, para que tenham sucesso em meio a tanta
competitividade, precisam ser estratégicas.

Isso significa que os objetivos são estratégicos, embasados em uma missão, visão, metas de curto, médio e longo prazos, que consequentemente também servem como critérios de avaliação para os resultados produzidos por colaboradores.

A gestão de desempenho permite o levantamento específico sobre a qualidade do trabalho, sua produtividade e custo. Estes dados devem ser mensurados para que se identifique a presença ou não de alinhamento com a estratégia ampla da empresa, para que todos os setores estejam de fato caminhando para a mesma direção.

Desenvolvimento


Podemos entender  o desenvolvimento como um aumento na capacidade dos seres humanos de produzir resultados, seja de forma individual ou em grupo, por meio de melhorias na sua produtividade. 

Outro fator que está atrelado a este conceito é o aumento das responsabilidades e importância crescente delas, que aponta o crescimento do papel do profissional no ambiente de trabalho.

Não há dúvidas, seguindo esse pensamento, de que o desenvolvimento dos profissionais se relaciona com o desenvolvimento da empresa em si. 

A gestão de desempenho, quando feita da forma correta, é focada na qualidade e continuidade deste processo de aprimoramento de cada colaborador, produzindo um retorno mais expressivo para a performance do negócio.

Cultura organizacional


O estabelecimento de uma cultura empresarial é fundamental para a estabilidade dos processos. Para que ela seja cumprida da melhor maneira, é preciso verificar se os profissionais estão agindo de acordo com os preceitos defendidos por ela.

O comportamento dos profissionais, quando alinhado à cultura organizacional, também é essencial para garantir uma boa performance.

Demandas trabalhistas


Uma boa gestão de desempenho garante que a empresa é responsável com seus profissionais, e também assegura
evidências comprobatórias sobre o desempenho de cada colaborador, através de documentação atualizada e arquivada com segurança.

Assim, a empresa tem a segurança de que aspectos legais estão sendo cumpridos.

Transparência


A transparência na relação entre empresa e colaborador é importante para conceber a
confiança necessária para que o desenvolvimento se dê da melhor forma possível para ambos os lados.

A gestão de desempenho dos modelos atuais permite que os feedbacks sejam constantes e motivadores, engajando colaboradores e evitando que eles fiquem às cegas sobre seu desempenho.

Novos modelos de gestão de desempenho


Ao longo do texto falamos sobre os novos modelos de gestão de desempenho e a necessidade de se adequar a eles. Mas que modelos, afinal, são esses?

Basicamente, o modelo que surgiu com o conceito de gestão de desempenho, conhecido por gestão de objetivos, já não é uma estratégia inteligente para as empresas. 

Ele basicamente estabelecia metas para os profissionais, que posteriormente, seguindo um período anual, eram avaliadas através de uma nota.

Com o tempo, percebeu-se que esse método deixava os colaboradores muito agitados e insatisfeitos, além de que é uma análise muito limitada e nada justa para com os esforços destes profissionais.

A nova estratégia de gestão de desempenho é conhecida por gestão por competências, menos focada em números e mais preocupada com aspectos de conhecimento, comportamento, habilidades e atitudes dos colaboradores.

Por conta dessa mudança de direcionamento, algumas tendências têm apontado resultados mais promissores, como:

Feedbacks constantes


Feedback
anual? Não mais! Para promover o desenvolvimento do profissional e mantê-lo constantemente motivado é preciso estar sempre entregando a ele avaliações positivas e de incentivo, assim como avaliações de pontos que devem receber melhoria.

Quanto menor o tempo de resposta para os colaboradores, mais positivos são os resultados. O feedback em tempo real, nesse sentido, é uma tendência muito positiva.

Foco no conjunto


O objetivo da gestão de desempenho moderna é promover um ambiente de trabalho mais coeso, harmonioso e baseado na integração entre gestores e suas equipes. 

O olhar passa a ser mais focado em como melhorar o desempenho de cada colaborador de forma a unir as equipes para resultados mais assertivos.

Ferramentas de automação


A evolução da tecnologia permite que hoje a gestão de desempenho se dê com o auxílio de
ferramentas automatizadas que garantem a qualidade das avaliações.

Ao fornecerem uma visão ampla de todos os processos, estas soluções tornam mais fáceis a localização de gargalos, acompanhamento do tempo de execução de projetos, padronização de dados e oferecimento de feedback contínuo.

Gostou do nosso conteúdo sobre gestão de desempenho? Então saiba mais sobre os impactos da transformação digital no setor de RH.

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.