O departamento de recursos humanos é o responsável por adequar os interesses da empresa e dos funcionários, estando em constantes mudanças. Por esse motivo, é importante estar por dentro das tendências do RH para 2021.

Criações novas surgem a todo momento, desde métodos até aplicativos que mudam e facilitam os setores a se desenvolverem.

Com o RH não seria diferente, principalmente devido às adaptações que o setor teve que implementar devido a pandemia do Covid-19, que veio acompanhado do isolamento social para evitar a disseminação do vírus.

Por isso, os métodos antes desenvolvidos por grande parte dos trabalhadores agora são feitos em casa, por isso, muitos processos foram atualizados.

Nesse sentido, confira neste artigo o que vai ser diferente a partir de agora.

Como está o mercado de trabalho atualmente?


Com uma pandemia em andamento, todos setores precisaram se adaptar. Com o distanciamento social, não foi possível que os colaboradores se dirigissem para o local de trabalho, logo, interações e trocas que antes eram realizadas pessoalmente, se perderam.

Portanto, o setor de Recursos Humanos precisou se adequar ainda mais à tecnologia e pensar em novos formatos para a realização de suas atividades.

Por exemplo, as entrevistas passaram a serem realizadas por meio online, e o mesmo aconteceu com os exames médicos demissionais: o contato foi trocado pelas telas.

Ou seja, tudo precisou ser adaptado de forma que a doença seja contida. O ano anterior foi de bastante aprendizado para todos os envolvidos.

Por isso, em 2021 há uma tendência de que as atividades sejam realizadas mais facilmente, isso porque já houve um período de adaptação e agora todos já estão mais acostumados com uma rotina remota.

Além de tudo, é necessário que se reaprenda a fazer algumas tarefas, uma vez que a falta do contato próximo exige que os colaboradores tenham mais disciplina e controle de suas demandas.

Com o contato físico diminuído, é necessário que reuniões de uma empresa de confecção de uniformes sejam readaptadas e a comunicação melhorada, para ter sucesso nas produção de suas demandas.


Quais as tendências para 2021?


Pensando no contexto da realidade em que estamos inseridos, bem como no cenário de transformações tecnológicas, tendências para o setor surgiram. A seguir, conheça as principais mudanças:

1 – Home office


O que era tendência se tornou realidade. Mesmo antes da pandemia, já havia se identificado que a atuação fora dos escritórios era uma tendência, porém, a possibilidade de trabalhar de casa foi acelerada.

Pensando nisso, muitos lugares já estavam pensando em formas para que os seus colaboradores atuassem de forma remota.

Muitos são os motivos para tomar essa decisão como: corte de gastos, mais produtividade, possibilidade de contratação de especialistas, dentre outros.

Sendo assim, uma fábrica de relógio ponto digital pode ter menos gastos com espaços físicos, corte de receita em benefícios como transporte para seus funcionários já que seu trabalho pode ser feito a distância. 

2 – Engajamento de colaboradores


Se antes da Covid-19 já era preciso realizar procedimentos que pudessem motivar as equipe, com o distanciamento isso se torna mais necessário. Portanto, a nova tendência será pensar em medidas que permitam melhorar a integração entre as equipes.

Nesse sentido, a comunicação interna deve ser trabalhada para que as equipes exerçam suas funções com o máximo de desempenho possível, sem que a produção seja afetada. Sem dúvidas, um dos maiores desafios é garantir que hajam os menores impactos.

Além disso, essa também é uma questão para a contratação de novos colaboradores, uma vez que a integração e motivação são mais difíceis de serem feitas com aqueles que estão chegando e não conhecem o sistema de trabalho nem os colegas pessoalmente.

Sendo assim, o setor de RH pode pensar em formas de usar a tecnologia ao seu favor e promover formas de envolver a equipe e permitir que todos se sintam motivados.

Isso é essencial para as empresas de entregas, uma vez que com maior motivação, os funcionários tendem a trabalhar melhor.

3 – Treinamentos remotos


Já realizado por algumas empresas, isso é algo que veio para permanecer, sem a possibilidade de encontros pessoais. Agora o novo modelo de aprendizado e aperfeiçoamento das equipes deve ser virtual.

Por isso, o RH precisa se preparar para essa nova tendência e pensar em maneiras didáticas de realizar os treinamentos.

Sendo assim, pensar em plataformas específicas e usar redes sociais podem ser novos jeitos de conseguir capacitar os colaboradores.

Nos treinamentos, inclusive, podem ser incluídas aulas para dar dicas de como ter um ambiente remoto mais agradável, por exemplo.

A empresa que trabalha com aluguel de espaço comercial pode pensar em dinâmicas e capacitações que permitam que seus colaboradores sejam mais capazes para lidar com o momento atual e cuidar de suas atividades. 

4 – Processos seletivos online


Entrevistas por videochamada agora fazem parte da rotina deste setor. Por isso, aplicar avaliações, fazer testes psicológicos forçam o RH a repensar os seus processos para que eles sejam adaptados.

As grandes vantagens é que com esse sistema tem-se a possibilidade de:

* Um processo rápido;

* Maior alcance;

* Banco de dados atualizado;

* Possibilidade de terceirização.

Por exemplo, uma empresa de sala comercial compartilhada abriu uma vaga em sua equipe e precisa que ela seja preenchida rapidamente. Com um processo online, há a possibilidade de agilizar as etapas.

Isso porque em um mesmo dia os recrutadores conseguem entrevistar mais pessoas do que pessoalmente. Lidar com atrasos não vai ser mais um problema, além de que pode-se ter um menor tempo entre as entrevistas.

Outro fator é que ao anunciar a vaga essa empresa garante que ela alcance mais pessoas, isso porque no ambiente virtual o compartilhamento de informações é muito grande.

Afinal, a divulgação por meio da internet permite que a vaga chegue a colaboradores que se adequem aos requisitos, mas que não podem atuar presencialmente.

O banco de dados do comércio também pode estar sempre atualizado, de forma mais ordenada, diferentemente do que ocorre com os currículos impressos. A qualquer momento, os candidatos podem inserir as suas informações e se cadastrar em novas candidaturas.

Por fim, há a possibilidade do estabelecimento realizar a contratação de empresas para realizarem todo o processo ou somente uma parte. Torna-se, então, uma ferramenta de grande auxílio, uma vez que, desse modo, o setor pode se atentar para outras demandas.

A pessoa contratada já vai estar preparada para lidar com o processo virtual, e saberá selecionar o melhor profissional para as necessidades da empresa.

A terceirização beneficia tanto um gráfica de crachá de empresa quanto uma indústria de alimentos, que pode voltar a sua atenção para outras questões, por exemplo.. 

5 – Softwares de recrutamento


Já é uma tendência do setor, mas com o coronavírus, isso é ainda mais intensificado, Trabalhando remotamente, bons
softwares podem ajudar nas atividades do setor, permitindo que ele se torne mais estratégico.

Os programas ajudam na agilidade das demandas, no controle, na organização e também na comunicação. Com a atuação remota, esses cuidados precisam ser redobrados para que nada passe despercebido.

Além disso, há programas inteligentes que conseguem medir resultados, com algumas atividades sendo feitas mais rapidamente.

Assim, um local que oferece refeição para empresas pode se dedicar melhor em acompanhar os funcionários e garantir o seu bem-estar.

6 – Saúde em primeiro lugar


Mais do que nunca esse vai ser um fator de preocupação. Aqui não se pensa se o ambiente de trabalho remoto não prejudica o funcionário, por exemplo, a falta de uma cadeira adequada pode causar problemas na coluna.

Além disso, é preciso pensar também na saúde psicológica, afinal, um funcionário doente não desenvolve bem as suas funções e prejudica a qualidade do que é produzido.

Em tempos onde se perde a socialização e se pratica o distanciamento, muitos podem vir a adoecer.

Sendo assim, o RH deve pensar em soluções para que os funcionários tenham uma rotina mais saudável, assim, os exercícios em casa devem ser estimulados, bem como palestras e atividades que promovam bem-estar devem ser desenvolvidas.

Uma dica é promover uma hora de meditação para os colaboradores e incentivar sessões de terapia, ou até mesmo pensar em um vale de custeio para isso. O importante é se atentar para esse fator. 

Conclusão


Como todo o mercado, o setor de RH também foi afetado pelas novas condições sanitárias, logo, pensar em formas de continuar a sua atuação com o menor impacto possível é um desafio do departamento de Recursos Humanos.

Por esse motivo, em 2021 percebe-se tendências deste setor que se adequam melhor à nova realidade, pensando no bem-estar dos colaboradores e em uma forma apropriada para que os recrutadores trabalhem.

Atualmente, o grande aliado desse setor será a tecnologia, que ficará encarregada de estreitar os laços e por toda a comunicação do departamento com toda a empresa.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.