Convivência saudável: como prezar por ela durante o home office

convivência saudável

Convivência saudável: como prezar por ela durante o home office

Recentemente, um dos maiores desafios em pauta quando o assunto é trabalho é a convivência saudável e como prezar por ela durante o home office.

Devido ao isolamento social durante a pandemia da Covid-19, muitas empresas migraram para o trabalho remoto e, para quem não mora sozinho, passar mais tempo com a família pode ter sido uma ótima ideia no início, mas, com o tempo, os atritos são inevitáveis. 

Saber como lidar com tudo isso e evitar problemas é essencial e a única forma de ter uma convivência saudável. Confira neste conteúdo algumas dicas úteis que podem te ajudar a viver em harmonia no home office!

Dicas para uma convivência saudável no home office


Se na sua casa a convivência é marcada por crianças brincando, tarefas domésticas pendentes, conversas em alto volume, apenas para citar alguns tópicos, o trabalho remoto é provavelmente sinônimo de
estresse.

Especialmente durante a pandemia, em que sentimentos como apreensão e insegurança foram comuns entre grande parte das pessoas, essas condições de trabalho contribuem para uma postura mais irritadiça. Consequentemente, os atritos são mais frequentes.

Veja o que fazer para contornar essa situação:

Preze pelo diálogo aberto


O primeiro para uma convivência saudável e menos conflituosa e manter um diálogo aberto e sincero. Ou seja, entrar em um acordo para que todos falem como se sentem e o que pensam. Prefira sempre conversar ao invés de se fechar dentro de si mesmo.

Em outras palavras, não basta apenas conversar sobre amenidades relacionadas à rotina. Falar sobre sentimentos e ter conversas profundas também faz parte de um relacionamento mais forte e próximo. 

Se esse não é um costume na sua família, é importante ficar atento e estimular a adoção dessa perspectiva, fazendo perguntas mais pessoais, dando o primeiro passo em compartilhar e também ouvir com mais atenção, buscando ser mais empático com cada familiar.

Esses pequenos gestos vão significar muito, rendendo uma harmonia para o lar a longo prazo.

Respeite o espaço de cada um


Um dos segredos da convivência saudável é o equilíbrio entre coletividade e individualidades. Ou seja, há momentos para estarem todos juntos, mas um tempo sozinho também é igualmente necessário para a saúde mental de todos os membros da família.

Ao longo do dia, cada um terá sua próprias atividades, sejam elas relacionadas ao trabalho, estudo, atividades domésticas ou de lazer, mas que também exigem concentração. É preciso respeitar esses momentos e não interromper, a não ser que seja muito necessário. 

Tenha momentos de lazer em conjunto


Como vimos, respeitar a individualidade de cada um é importante, mas não podemos deixar de incluir aqui na lista essa dica, pois os momentos juntos também são fundamentais para construir um relacionamento mais próximo.

Afinal, o trabalho remoto tem como maior vantagem a possibilidade de colecionar mais momentos com a família, que podem ser impulsionadas por atividades de lazer que ficam ainda melhores quando realizadas em conjunto.

Ainda que cada um tenha sua própria maneira de se divertir, cozinhar juntos, assistir a um filme, passar um tempo com jogos de tabuleiro, por exemplo, são algumas das coisas que funcionam como um meio-termo para todos.

Tenha paciência


A paciência é uma virtude para a convivência saudável. Isso significa que, se um familiar está mais estressado e sensível em um determinado dia, os demais precisam e devem entender que é um comportamento atípico, não cedendo à irritação nem contribuindo para uma briga.

É preciso adquirir o hábito de pensar antes de falar, não se deixando levar por impulsos que podem tornar a convivência conturbada.

Tenha uma rotina na casa


A rotina é uma poderosa arma contra desentendimentos. Isso porque contribui para a nossa saúde mental e nos deixa menos irritados, pois ficamos naturalmente mais focados nas coisas que temos que fazer. 

Sendo assim, além de obrigações como trabalho e estudo, é importante estipular horários para acordar, fazer atividades físicas, fazer as refeições e até para os momentos de lazer. 

A rotina evita que você se sinta ansioso e para quem mora com crianças, ela é ainda mais importante.

Divida as tarefas domésticas


Dividir as tarefas domésticas entre os familiares é uma atitude que, além de evitar a sobrecarga de tarefas para uma pessoa, também contribui para o sentimento de coletivo, visto que todos estarão compartilhando uma mesma responsabilidade. 

Para quem trabalha em casa, a limpeza e a organização são fundamentais para a produtividade. Sendo assim, negligenciar esses aspectos pode ser muito prejudicial para o lado pessoal e profissional, também. 

Até mesmo as crianças podem ser incluídas nessa divisão, cumprindo com tarefas mais simples como guardar os próprios brinquedos ou arrumando a própria cama.

Saiba lidar positivamente com desentendimentos


Mesmo com todos os esforços para evitar desentendimentos, eles ainda vão acontecer. Com menos frequência, certamente, mas ainda sim vão fazer parte do relacionamento familiar. Porém, uma convivência saudável não significa ausência de conflitos e sim como saber lidar com eles.

Quando isso acontecer, é importante saber lidar com os impasses se colocando no lugar do outro, sendo empático, ouvindo com cuidado e pedindo desculpas. Lembre-se que ninguém é perfeito e encarar esses desafios de uma forma mais positiva, lidando com os problemas, é fundamental.

 

Essas dicas foram úteis para você? Entenda também a relação entre ergonomia e produtividade.

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.