Como dar feedback à distância durante o home office?

feedback à distância

Como dar feedback à distância durante o home office?

O feedback à distância tem sido um dos maiores desafios das lideranças durante a pandemia do novo coronavírus.

Com a necessidade do isolamento social, muitas equipes partiram para o home office como forma de manter suas operações em andamento. Mas muitas sequer estavam familiarizadas com essa dinâmica de trabalho, o que é bem complicado.

O feedback, que normalmente já não é muito bem visto nas empresas, demanda um engajamento ainda maior durante o trabalho remoto. Mas como fazer isso sem a interação diária no escritório?

Como evitar que as coisas saiam do controle? Como manter a equipe focada em resultados mesmo de longe?

Acredite, não só é possível como é necessário. Muitas empresas já decretaram o home office pelo menos até o final do ano e, segundo um levantamento da plataforma Kenoby, 90% dos profissionais acreditam que esse modelo de trabalho será o futuro das empresas.

Por isso, o feedback à distância vai muito além da situação atual provocada pela pandemia. É preciso se adaptar agora e não ficar esperando que tudo passe, pois, ao que tudo indica, o home office veio para ficar.

Por isso, neste artigo vamos te mostrar o caminho para implementar o feedback à distância, explicando quais são os fatores-chave para manter sua equipe engajada, motivada e em constante desenvolvimento, mesmo trabalhando de casa.

Vamos lá?

Importância do feedback à distância


O
feedback é uma importante ferramenta de integração entre gestor e equipe. Ele estabelece uma relação de confiança que é benéfica tanto para o desenvolvimento profissional dos colaboradores, quanto para os resultados da empresa.

Quando se trata do trabalho remoto, a importância do feedback fica ainda mais evidente. 

Mesmo com todas as tecnologias que facilitam o contato entre os profissionais, a ausência da presença frente a frente do escritório, a rotina, as conversas, tudo isso provoca uma mudança significativa na vida dos colaboradores e também dos líderes.

Quando não há um diálogo sobre o que precisa ser melhorado e o que está indo bem, é natural que o sentimento de insegurança fique cada vez mais forte, impactando no desempenho e na performance do trabalho executado.

Por isso, os gestores não devem, jamais, deixar as equipes no escuro. Especialmente em um momento tão delicado como o da pandemia da Covid-19. A incerteza quanto ao futuro é uma angústia coletiva e a comunicação está sendo mais importante do que nunca.

Como mencionamos antes, essa situação acabou provocando uma mudança estrutural no mercado de trabalho que, de certa forma, já era prevista. 

O home office, nos últimos anos, tem sido abraçado por muitas empresas. Agora, com essa migração forçada, esse processo foi acelerado e muitas organizações já começaram a perceber alguns benefícios da atuação remota, como:

  • Aumento da produtividade;
  • Conforto para trabalhar;
  • Redução do estresse relacionado ao trânsito;
  • Mais tempo de sono pela possibilidade de acordar mais tarde;
  • Passar mais tempo com a família;
  • Liberdade para gerenciar melhor o tempo.


Por isso, entender que o
feedback é essencial para o desempenho das equipes e se dedicar a se adaptar para dar esse retorno, mesmo à distância, é muito importante. O momento certo é agora.

Como dar feedback à distância?


O
feedback à distância, nesse momento em especial, deve considerar que todos estão se ajustando ao novo modelo de trabalho. 

Por isso, o papel do líder em orientar os colaboradores vai muito além de uma avaliação de desempenho, mas sim de oferecer suporte às equipes.

É claro que todos precisam ser maduros o suficiente para entender qual seu papel e quais suas responsabilidades, considerando a parte que lhe cabe e o que é preciso fazer para cumprir com ela.

Mas existem algumas dicas que podem ajudar a estruturar melhor esse processo, tornando o feedback à distância uma prática natural e integrada à rotina de trabalho:

Naturalize o feedback


Se o
feedback dentro do escritório já precisava ser constante, durante o home office isso fica ainda mais evidente. A análise do líder e a frequência com que ele faz elogios ou aponta problemas deve ser ainda maior.

Afinal, todos estão se acostumando com a nova dinâmica e é normal que muitas práticas possam melhorar à medida em que a nova realidade se impõe para esses profissionais.

Seja claro sobre suas expectativas


Seja direto, sem rodeios. A comunicação assertiva e a transparência são os segredos para que todos entendam o que precisa ser feito, quando e como.

Certifique-se de sempre confirmar que sua mensagem foi compreendida e seja sempre o mais explicativo e detalhista possível. 

Essa postura vai evitar equívocos e frustrações, que podem ser potencializados pelo isolamento social.

Seja acessível


Muitas dúvidas podem surgir durante o
home office e, para manter o feedback constante, é preciso ser um líder presente. Se mostre um gestor acessível e disposto a dialogar sempre, pois essa postura vai fortalecer a relação de confiança que o trabalho remoto demanda.

Faça reuniões periódicas


As reuniões por videoconferência são essenciais para discutir o andamento de projetos e falar sobre as percepções de cada membro da equipe.

Esses momentos são importantes para manter a integração e o engajamento, fortalecendo a cultura organizacional e conferindo uma sensação de pertencimento ao grupo.

Aproveite essa oportunidade também para promover uma conversa, em um tom mais informal, estimulando um diálogo sobre como todos estão lidando com essa nova rotina.

Seja empático


Antes de fazer qualquer crítica, se coloque no lugar do profissional em questão e considere o contexto em que ele está, além de como você pode sugerir melhorias com esse background em mente. E não se esqueça de sempre dar espaço para o diálogo!

O home office, como já dito, demanda acima de tudo uma relação de confiança.

 

Curtiu essas dicas de como aprimorar seu feedback à distância? Confira também quais são e como aproveitar os benefícios do home office durante a quarentena.

 

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.