Retenção de talentos: qual a importância para o meu negócio?

Retenção de talentos

Retenção de talentos: qual a importância para o meu negócio?

A estratégia de retenção de talentos é cada vez mais um ponto que recebe atenção dentro das empresas. Isso porque ele tem relação direta com o desenvolvimento de profissionais solidamente competentes dentro do negócio.

Implantar um modelo que fortaleça a atração e a retenção de talentos está longe de ser uma tarefa simples, em vista das relações de emprego e suas mudanças ao longo dos anos.

Atualmente, as vagas de emprego ofertadas conseguem alcançar mais visibilidade e os profissionais têm mais critérios para procurar trabalho na área que gostam, nas empresas que admiram, entre outros fatores.

Paralelamente a isso, as empresas estão investindo muito mais em campanhas para atrair os bons profissionais, o que faz da retenção de talentos uma intensa luta por atenção daqueles que são capacitados e experientes acima da média.

Esse marketing empregador inclusive é chamado de Employer Branding, que busca consolidar uma reputação atrativa para profissionais.

Mas, afinal, qual é a importância da retenção de talentos? Que benefícios traz para as empresas e o que muda na dinâmica organizacional?

Estas são algumas das perguntas que serão respondidas ao longo do texto.

Se você quer ficar por dentro de tudo sobre esse tema, continue lendo!

O que é retenção de talentos?


Vamos, primeiramente, entender melhor como funciona a ideia da estratégia de retenção de talentos.

Simplificando, podemos dizer que a retenção de talentos é um conceito que considera todo um conjunto de práticas e políticas de determinada empresa, objetivando uma valorização de profissionais com competência acima da média para que permaneçam nela por um longo tempo.

Afinal, nenhum empreendedor gostaria de perder seus profissionais mais qualificados e com bom desempenho para uma empresa concorrente, certo?

Retenção de talentos, em outras palavras, é também diferencial competitivo. E sabemos que o mercado hoje deixa para trás quem não fica a par desta competição.

A estratégia de retenção de talentos é adotada por empresas grandes e renomadas em todo o mundo, mas se engana quem pensa que esse tipo de gestão é exclusividade delas. Atualmente, mesmo as micro e as pequenas empresas podem e devem dar atenção ao assunto, ou em pouco tempo poderão ser engolidas pelo mercado, não conseguindo seguir em frente.

A estratégia de retenção de talentos começa, por exemplo, ao se questionar o motivo daquele profissional comprometido e dedicado decidiu deixar a empresa.

Algumas outras perguntas que devem ser levantadas para analisar como estão sendo tratados os talentos do seu negócio, são:

  • Minha empresa oferece um plano de carreira atrativo?
  • Quais benefícios os profissionais têm ao trabalhar comigo?
  • Eu tenho conhecimento das habilidades e competências de cada um?
  • Eu invisto em projetos que tiram os colaboradores de sua zona de conforto?
  • O que eu faço para engajar equipes e estimular a motivação?
  • A cultura organizacional está alinhada com os objetivos da empresa?
  • A comunicação interna está recebendo a devida atenção?
  • A qualidade de vida dentro da empresa é favorável ao bem estar profissional?
  • Os projetos fluem ou acabam parando no meio do caminho?
  • Minha empresa se preocupa com feedback constante?
  • Os esforços dos profissionais são, de alguma forma, reconhecidos por mim?

Pensando nesse tipo de questão, o gestor poderá identificar falhas que prejudicam a retenção de talentos.

Uma empresa que tem uma vazão muito exagerada de profissionais acaba não criando uma imagem muito positiva até mesmo para os clientes. Afinal, se a empresa é tão boa quanto busca aparentar ser, por que as pessoas desistem de trabalhar lá?

Além disso, os custos com a parte burocrática de contratação e demissão acabam pesando ainda mais nos custos do negócios.

Levando em conta essas questões, podemos tirar duas conclusões principais.

Primeiramente, sabemos que reter talentos é realmente muito importante para a sobrevivência da companhia, especialmente nos dias de hoje. Seja considerando os aspectos financeiros, quanto a próprio valor de marca.

Em seguida, como segunda conclusão, temos em mente que o talento é alguém produtivo, claro, mas que além disso é também alguém que se adere à toda a cultura organizacional

Quais os benefícios da retenção de talentos?


Investir em retenção de talentos é uma medida que proporciona
soluções diversas e benefícios inovadores e muito positivos para o negócio.

Preparamos uma lista com alguns dos principais deles, confira:

Mais engajamento


O engajamento é um desafio para qualquer equipe interna, pois significa que os profissionais, além de comprometidos com suas tarefas em especial, atuam de forma coordenada aos
princípios de toda a empresa.

O colaborador que está efetivamente engajado não só gosta do seu trabalho, mas quer ver os resultados a nível macro, atuando de maneira apaixonada em busca dos objetivos da empresa e marca.

Isso, é claro, não acontece de um dia para o outro. Ter um colaborador que de fato se dedica tanto exige anos de casa. 

Por isso é essencial cultivar esses profissionais que durante muito tempo alimentaram um nível de comprometimento que não será possível encontrar em quem chegou no mercado ontem.

Por consequência, os resultados de contar com o apoio de profissionais engajados são mais satisfatórios e produtivos.

Processo de recrutamento e seleção mais focado


Ao conhecer o perfil dos profissionais que se dedicam mais à empresa e aos seus valores, ou seja, que mais correspondem com o que a empresa precisa, é também mais simples focar em que tipo de candidato
realmente vale a pena no processo de seleção.

Assim, é possível ter uma transparência maior com os candidatos e escolher quem realmente busca estar ali por inteiro. Com isso, a rotatividade de funcionários diminui e a empresa cria uma base mais sólida de colaboradores.

Autoridade de marca


A autoridade de marca é um fator muito decisivo para as empresas e para o qual a retenção de talentos contribui muito.

Como dito, uma organização que mantém seus funcionários por muito tempo, oferecendo um plano de carreira em que o desenvolvimento seja estimulado e o bom desempenho reconhecido, acaba chamando a atenção.

Não apenas para novos talentos que chegam ao mercado de trabalho todos os anos, mas para os próprios clientes a marca se torna mais sólida e é então que surge a admiração e respeito por ela.

A empresa se posiciona, então, com destaque e vantagem diante de toda a competitividade.

 

Agora que você já sabe sobre a importância da retenção e talentos para uma empresa, confira como as redes sociais empresariais podem ajudar a engajar colaboradores.

Compartilhe