Como a Internet das Coisas impacta no futuro do trabalho?

a Internet das Coisas

Como a Internet das Coisas impacta no futuro do trabalho?

A Internet das Coisas é um conceito que se refere à forma como os objetos estão se conectando e comunicando entre si e com o usuário, através de softwares e sensores cada vez mais inteligentes.

Ela é um reflexo da evolução da tecnologia e abre um leque de possibilidades para o futuro, seja para a forma como nos comunicamos, nos descolamos e claro, trabalhamos.

Em outras palavras, é uma ideia que impacta e ainda vai impactar muito em todos os aspectos da vida humana.

Neste artigo vamos mostrar qual a importância das empresas entenderem como funciona a Internet das Coisas e as mudanças que ela vai provocar ao futuro do trabalho.

O que é a Internet das Coisas?


Internet das Coisas, ou
Internet of Things (IoT), é um conceito tecnológico baseado em uma fusão entre realidade e digital, permitindo que indivíduos possam estar constantemente conectados. Seja para comunicação e interação, seja com pessoas ou objetos.

A expressão é antiga, tendo sido utilizada pela primeira vez pelo cientista Kevin Ashton, em 1999. Na época, ele se referia a tecnologias que pudessem conectar aparelhos para facilitar e organizar a vida das pessoas.

O que antes poderia parecer muito absurdo e futurista, nos dias de hoje é completamente aceitável. Objetos da vida cotidiana conectados à internet são uma realidade, como eletrodomésticos, automóveis e acessórios.

Ashton já considerava que a rotina corrida e a crescente falta de tempo são fatores que levam as pessoas a utilizarem a internet como uma forma de otimizar todo esse tempo, gastando menos tempo com tarefas comuns.

Para citar exemplos mais concretos, podemos lembrar que nos dias atuais já é possível atender uma chamada telefônica através de um relógio de pulso, ou conectar as luzes da casa e o aparelho de TV ao celular, para que possam ser controlados através dele.

A Internet das Coisas é uma inovação disruptiva, que promete revolucionar cada vez mais o mercado em todos os seus setores, proporcionando experiências cada vez mais únicas, como geladeiras conectadas que avisam o que está em falta.

A IoT, no contexto da transformação digital, muda a forma como pessoas interagem com aparelhos.

O consumidor vai mudar, ansiando por novas experiências, e os modelos de trabalho também precisarão se ajustar a essa nova demanda, como veremos mais adiante. 

A Internet das Coisas e a sociedade


As cidades inteligentes, promessa que surgiu a partir da Internet das Coisas, compreende projetos urbanos que unem
sustentabilidade, eficiência e qualidade de vida. 

Ela terá tecnologias como carros autônomos, semáforos que analisam e se adaptam ao tráfego, reciclagem de lixo automática e reaproveitamento de água, por exemplo.

Podemos notar que essas possibilidades não estão assim tão longe de nosso alcance, mas que mudarão ainda mais a sociedade em que vivemos. 

Prova de que a internet tem uma capacidade evolutiva incrível é a chegada do 5G, que já é realidade em alguns países e promete a melhor conexão na palma da mão, o tempo todo.

Esse é um dos avanços que mais fortalecerá a Internet das Coisas e sua capacidade de conectar objetos e pessoas.

A Internet das Coisas e o futuro do trabalho


O cenário atual indica um potencial incrível para empreendedores e gestores. A Internet das Coisas e sua
revolução de mercado são sinônimo de adaptação e oportunidades.

Dentro das empresas, setores como TI, logística e Recursos Humanos, entre outros, poderão sentir os impactos. Destacamos alguns deles a seguir:

Mudança na cultura de trabalho


A
cultura organizacional já vem passando por mudanças expressivas por conta da tecnologia. O Big Data é uma ferramenta que mudou a percepção de gestores em relação à forma como guiam as decisões internas.

Uma cultura orientada por dados cada vez mais específicos, relatórios, previsões e busca por oportunidades de personalizar cada vez mais o produto ou serviço oferecido. 

As equipes precisarão se adaptar a essa visão, entendendo o papel da tecnologia no sucesso de suas atividades.

Novo perfil de liderança


O
líder dos novos modelos de trabalho terá mais ferramentas para interagir com sua equipe, devendo saber como utilizar todas essas oportunidades a seu favor, mesmo que isso signifique abandonar padrões já estabelecidos, caso não estejam dando retorno positivo.

A visão destes profissionais será essencial para manter o negócio sempre competitivo no mercado, fazendo as escolhas certas em um ambiente tecnológico que evolui tão rápido.

Mais automação


Uma das principais mudanças proporcionadas pela Internet das coisas no futuro do trabalho será a automação cada vez mais inteligente.

Isso não significa que a ação humana será desnecessária, mas sim minimizada. Será possível focar em setores mais estratégicos e criativos, deixando tarefas operacionais para as máquinas.

A consequência disso será uma produtividade maior para o negócio.

Aumento do trabalho remoto


O
home office está caindo cada vez mais no gosto das pessoas. Com a Reforma da Previdência, o trabalho autônomo vem sendo regulamentado no Brasil e com o apoio da tecnologia, o número de colaboradores remotos está crescendo.

A Internet das Coisas já vem permitindo, com sua capacidade de conexão, que equipes se mantenham ligadas, trocando arquivos por diferentes dispositivos, fazendo chamadas em vídeo a todo momento, realizando um trabalho à distância com a mesma eficácia que presencialmente.

Relações mais humanizadas


Em meio ao desenvolvimento cada vez mais acelerado da tecnologia, pode parecer estranho dizer que o relacionamento humanizado será mais valorizado. Mas é exatamente o que já vem acontecendo.

Tanto com o público externo, quanto interno, gestores notam que a humanização das relações começa a ser vista como um diferencial.  

A valorização das pessoas, suas preferências e a atenção que recebem das marcas serão aspectos importantes para a consolidação de empresas em meio à Internet das Coisas.

Novo perfil de profissional e novas profissões


Sem dúvidas a Internet das Coisas vai provocar
alta demanda de profissionais de áreas específicas que ainda estão tomando forma, principalmente na área de TI. 

Afinal, pessoas que possam fazer a manutenção destes aparelhos e garantir a segurança dos dados corporativos serão necessidades básicas.

Mas mesmo que não trabalha diretamente com a criação e aprimoramento essas funções, será preciso se capacitar para obter o aproveitamento máximo das tecnologias que estarão à disposição.

 

A Internet das Coisas sem dúvidas vai provocar muitas mudanças. Mas o futuro do trabalho e o perfil de profissional que ele vai demandar também considera outros aspectos para uma carreira de sucesso. Confira quais são estes impactos em nosso artigo sobre o tema.

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.