Quando você pensa em como era sua relação com a última empresa em que você trabalhou, como você se sente? E na empresa atual? Isso tem tudo a ver com o conceito de Employee Experience.

Seja boa ou ruim, há sempre uma impressão que fica. Ou você se lembra das coisas boas que aquela experiência agregou ao seu trabalho e sua desenvoltura profissional, ou simplesmente tem arrepios de revisitar esse tipo de memória. 

Mas qual a importância de se preocupar com isso?

De fato, nenhuma empresa quer ser criticada, muito menos por quem trabalha ou já trabalhou dentro dela. Essas pessoas são as que têm uma influência muito maior na opinião pública quando falamos de imagem de marca.

É por esse caminho que segue o conceito de Employee Experience

No texto de hoje vamos falar mais sobre o significado dessa ideia e porque hoje em dia é tão importante trabalhar estratégias que possam fortalecer a Employee Experience do seu negócio.

Continue lendo e saiba tudo sobre esse assunto!

O que é Employee Experience?


Estamos vivendo uma fase de mercado que conceitos e ideias novas surgem a todo momento, buscando aprimorar o desenvolvimento das empresas e claro, conseguir destaque com tanta
competitividade.

Em outros tempos, a preocupação com a imagem que colaboradores têm da empresa onde trabalham poderia soar como uma grande bobagem. Afinal, o que importa é a opinião do cliente, que vai comprar o que estou produzindo.

Mas hoje a percepção mudou e vemos que investir incansavelmente apenas no cliente não gera totalmente os resultados desejados. Também é preciso olhar para dentro do negócio e ver se, antes de mais nada, ele agrada quem está ali, diariamente, participando de todo o processo.

Os colaboradores estão mais cientes de seus direitos e também mais preocupados com a qualidade de vida no trabalho. Isso significa que apenas um bom salário e recompensas atrativas não são suficientes para associarem uma vaga ao trabalho dos sonhos.

A Employee Experience nada mais é do que uma experiência integrada entre a vida profissional e pessoal, o quanto que colaboradores se sentem satisfeitos com a empresa em que trabalham. 

O local de trabalho é onde as pessoas passam a maior parte do seu dia. Ninguém quer fazer dessas horas momentos desagradáveis, mesmo que isso seja essencial para seu próprio sustento.

Como nos dias de hoje as organizações estão mais conscientes disso, os profissionais podem ser mais críticos e exigentes com as ofertas de emprego. Em outras palavras, se sua empresa não se esforça para oferecer uma Employee Experience de qualidade, ele certamente encontrará o que procura na sua concorrente.

Como podemos perceber, o conceito de Employee Experience é, literalmente, a experiência do colaborador. É uma estratégia de gestão focada em administrar da melhor forma o bem-estar físico, mental, profissional e financeiro de quem trabalha no seu negócio.

É toda uma ideia que significa colocar o colaborador como o centro das decisões do setor de Recursos Humanos. Não basta apenas considerar a Employee Experience como algo bonito e interessante, é preciso colocar em prática.

O departamento de RH é o responsável por planejar e desenvolver ações que garantam essa qualidade de vida, prezando pelo crescimento de cada membro de equipe e suas carreiras. 

Por que a Employee Experience é importante?


A
Employee Experience é essencial para empresas que prezam não apenas pelo sucesso dos negócios, mas também por um local de trabalho harmônico, produtivo e com potencial de crescimento.

O perfil de organização que investe em Employee Experience é moderno e inovador, naturalmente sendo muito atrativo para talentos que estão buscando um lugar motivador para o estabelecimento de suas carreiras.

Já se perguntou se sua empresa é assim? Veja alguns dos principais benefícios que a Employee Experience proporciona:

Retenção de talentos


A
retenção de talentos é um desafio para muitos gestores. O mercado competitivo oferece diversas possibilidades para os profissionais, principalmente aqueles mais experientes e capacitados

Assim, oportunidades para mudar de emprego acabam surgindo e, se a proposta da outra empresa for melhor que a sua, não há muita razão para continuar ali.

A não ser por um motivo especial: a boa relação do colaborador com a sua empresa. A Employee Experience, quando bem trabalhada, cria um laço com seus colaboradores que não é facilmente rompido por uma proposta externa.

Principalmente quando o tempo do profissional na casa é consideravelmente longo. Ele com certeza vai pensar muitas vezes antes de trocar tudo que construiu em uma empresa com a qual já tem afinidade, por outra que ele não conhece como é por dentro.

Da mesma forma, Employee Experience é também quando a gestão define os parâmetros de fit cultural já no processo de recrutamento e seleção. Através dessa medida, ela é muito mais propensa a contratar profissionais que rapidamente vão se adaptar aos valores e práticas da empresa e, por consequência, dificilmente vão pensar em sair dela.

Qualidade de vida


Quando falamos sobre qualidade de vida dos colaboradores, estamos indo muito além do que móveis confortáveis e bonitos, benefícios e locais arejados. Estamos falando da preocupação com o
bem-estar pessoal de cada funcionário.

As relações humanas estão cheias de estresse, preocupações, conflitos e insatisfação. A empresa que se preocupa com a Employee Experience deve estar atenta ao comportamento das equipes. Incentivar o diálogo, a troca de experiência e momentos de descontração, são maneiras de zelar pela saúde das pessoas que trabalham ali.

Em troca desse cuidado, a empresa também sente as vantagens no próprio setor financeiro, que fica menos sobrecarregado com questões de saúde, como a sinistralidade, por exemplo.

Cultura organizacional forte


Uma
cultura organizacional forte é essencial para conquistar clientes satisfeitos, porque ela representa um ciclo de efetivo sucesso.

Ela, quando estável e integrada, mostra uma empresa que em todos os seus aspectos está alinhada, comprometida e motivada. É claro que o consumidor final consegue captar a essência disso ao adquirir os produtos e serviços dela, ao interagir com o serviço de atendimento.

Por isso, essa é uma tarefa tão desafiadora. Ela é constante e pode enfraquecer por diversos fatores, em que a Employee Experience é uma delas. 

O capital humano é um dos pilares do desenvolvimento de uma corporação, e somente através dos esforços em melhorar a experiência de cada indivíduo, é que se poderá alcançar um cenário positivo para o todo.

Profissionais com qualidade de vida no trabalho são mais engajados, motivados a dar seu melhor e promover a marca pela qual trabalham com carinho e afinco. 

O trabalho em equipe fica mais dinâmico e os projetos fluem mais facilmente, melhorando o desempenho de toda a organização.

 

Gostou de saber mais sobre o conceito de Employee Experience? Saiba também qual o papel da curadoria na comunicação interna.