Seguro saúde empresarial: o que avaliar na contratação?

Seguro saúde empresariall

Seguro saúde empresarial: o que avaliar na contratação?

Você já sabe que um bom pacote de benefícios é a peça chave para um time produtivo, engajado e satisfeito, certo? Afinal, garantir a saúde e o bem-estar dos colaboradores só acrescenta pontos. Nesta relação, oferecer um bom seguro saúde empresarial é fundamental.

Aliás, o seguro saúde empresarial é um dos principais benefícios oferecidos por empresas de pequeno, médio e grande porte. Além de garantir a saúde, conforto e segurança do próprio funcionário, as vantagens são estendidas aos seus dependentes.

Escolher o seguro saúde perfeito para a sua empresa pode não ser uma tarefa simples, já que há dezenas de modalidades de contratação, operadoras e condições para uso.

No conteúdo a seguir desvendaremos todos os tópicos que você deve avaliar antes de fechar o contrato. Atentar-se a todos estes detalhes faz toda a diferença, uma vez que se trata de um serviço que deve funcionar com eficácia, já que lida diretamente com dois dos bens mais preciosos que temos: a saúde e a vida.

Fique conosco e anote todas as dicas. Boa leitura!

Perfil geral dos colaboradores


O perfil dos futuros beneficiários deve ser o primeiro item a ser avaliado em um seguro saúde empresarial. Afinal, quanto maiores forem as idades dos colaboradores, mais expressivo será o valor do contrato.

De maneira geral, as idades tendem a ser semelhantes. Mesmo assim, é válido fazer este levantamento.

Há operadoras que oferecem um melhor custo-benefício aos perfis de mais idade. Outras, tendem a destacar os perfis medianos, como 29-33 anos. 

Através da análise de perfil, também é possível prever o volume de dependentes que serão inseridos no contrato – o que também interfere no custo.

Buscar as melhores ofertas baseando-se nestas informações garante uma decisão assertiva e econômica para sua empresa.

Área de abrangência do seguro saúde empresarial


Outra característica que deve ser avaliada – e possui grande relevância – é a área de cobertura do seguro saúde empresarial. Trata-se de uma informação importante, já que guiará os atendimentos de todos os beneficiários.

Os planos com abrangência regional geralmente um pequeno grupo de municípios vizinhos ou regiões próximas. Os que oferecem cobertura nacional podem ser utilizados em todo o país, tanto para atendimentos de urgência e emergência quanto para atendimentos eletivos.

Neste aspecto, também é válido considerar a localidade da maior parte dos beneficiários. Se sua empresa conta com profissionais com residência fixa em outras regiões ou estados que não são os mesmos da sede da empresa, é recomendado contratar um seguro com abrangência nacional.  

Conhecendo a área e cobertura, verifique também os principais hospitais, clínicas e laboratórios conveniados ao seguro saúde. Esteja certo de que os profissionais e unidades associados oferecerão a cobertura necessária às necessidades da empresa.

Prazos de carência


Os prazos de carência se referem o período que os beneficiários devem cumprir antes de usufruir dos atendimentos cobertos pelo seguro saúde empresarial.  Tais prazos são regulamentados pela ANS –
Agência Nacional de Saúde – e devem ser respeitados.

Nem todos os contratos coletivos exigem o cumprimento de carências. Empresas acima de 30 vidas estão isentas. Já os contratos que abrangem entre 02 e 29 vidas devem respeitar os prazos máximos. 

Interessante dizer que os prazos listado a seguir são máximos. Sendo assim, as operadoras podem propôr períodos menores de carência. Veja alguns deles:

  • 24 horas para urgência e emergência;
  • 300 dias para partos a termo, com exceção de partos prematuros;
  • 24 meses para doenças e lesões preexistentes, aquelas que o beneficiário já portava antes da contratação do seguro saúde;
  • 180 dias para os demais casos, como internações eletivas, exames de alta complexidade e terapias.

 

Tipos de acomodação


Os seguros saúde empresariais, assim como os individuais, oferecem duas possibilidades de acomodação: as coletivas e as privativas. 

Entende-se como acomodação coletiva – ou em enfermaria – a internação em quartos com mais de 1 leito, a depender da estrutura da unidade hospitalar. Existem enfermarias com mais de 2 leitos, não há um padrão.

Já a acomodação em quarto privativo – conhecida também como acomodação em apartamento – prevê exclusividade no quarto, que deve ter apenas 1 leito. Usualmente são acomodações mais confortáveis e que propiciam maior privacidade às famílias.

Saber exatamente quais os tipos de acomodação estão previstas em contrato reflete, diretamente, no valor do mesmo. Isso porque os quartos coletivos possuem mensalidades mais econômicas do que os privativos.

 

  • Interessante dizer que a acomodação escolhida será disponibilizada a todos os beneficiários, de maneira idêntica.

 

 

Índice de sinistralidade


Você sabe o que é
índice de sinistralidade? Trata-se do cálculo que o volume de atendimentos realizados pela operadora e o valor pago pela empresa – mensalidades, taxas e demais cobranças. 

Para entender melhor: a cada vez que o beneficiário aciona o seguro saúde para realizar qualquer procedimento, é gerado um custo para a operadora. Esse custo varia, já que procedimentos mais simples, como exames laboratoriais básicos, são menos custosos do que cirurgias de grande porte ou exames de alta complexidade.

Estes valores afetam diretamente o custo do seguro, já que o  índice é um dos utilizados como base para reajuste das mensalidades, considerando o uso dos serviços pelo grupo de beneficiários. 

Verificar o índice de sinistralidade proposto pelas operadoras é crucial para planejar e prever o impacto financeiro na empresa. 

Reputação e índices de reclamação


A facilidade de obter informações  e referências sobre determinado produto na internet contribui para a escolha ideal. O mesmo acontece com a contratação do seguro saúde empresarial.

Pesquisar referências de usuários que já utilizam o plano auxilia no distanciamento de possíveis problemas contratuais e rotineiros. Você pode realizar este levantamento junto a amigos que já firmaram contrato com a operadora ou, ainda, em sites específicos de reclamação, como o Reclame Aqui.

A ANS oferece uma ferramenta bem versátil para verificação destas informações. O serviço permite visualizar dados como o índice de reclamações, o percentual de finalização assistencial e o índice de abertura de processos administrativos.

Cláusulas do contrato 


Assim como em qualquer relação econômica, analisar todas as cláusulas contratuais é praxe em um contrato de seguro saúde empresarial. Antes de bater o martelo final, é precisa checar se o documento atende aos interesses de ambas as partes.

O contrato deve trazer, de maneira clara e precisa, todas as responsabilidades e direitos do contratante e a da contratada, condições de rescisão, multas e penalidades, prazos de reajuste de acordo com a faixa etária.

E então, compreendeu melhor o assunto? Considerando todas as vertentes elencadas em nosso conteúdo, sua empresa contratará o seguro saúde empresarial ideal com muito mais segurança e tranquilidade.

 

Quer obter outros insights relacionados a benefícios corporativos? Leia nosso conteúdo e saiba agora como utilizar os clubes de benefícios para reter talentos!

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.