Trabalho em home office: 5 dicas essenciais de como manter sua equipe motivada

trabalho em home office

Trabalho em home office: 5 dicas essenciais de como manter sua equipe motivada

O trabalho em home office se tornou uma saída para muitos setores por conta da disseminação da COVID-19

Algumas empresas já estavam mais familiarizadas com a ideia e mais próximas destes moldes de trabalho, outras nem tanto. 

O que não muda o fato de que gerenciar equipes inteiras de maneira remota é um desafio para qualquer um, principalmente em momentos como esse, em que a incerteza predomina e até provoca pânico.

Nesse momento, o líder tem um papel mais do que importante. É ele quem deverá conseguir manter as equipes nos trilhos, dando continuidade ao trabalho e ao compromisso firmado com parceiros e clientes.

Neste artigo você vai conferir algumas dicas simples que farão toda a diferença para uma gestão de alta performance durante não só da quarentena, mas durante o trabalho em home office em qualquer situação. Confira!

Comunicação: o pilar do trabalho em home office


A comunicação, como veremos com mais propriedade nas dicas mais adiante, é sem dúvidas o principal elemento de uma
gestão de capital humano eficiente durante o trabalho em home office.

A clareza, a objetividade e a consistência são os aspectos que vão evitar que os colaboradores se dispersem, se sintam desmotivados e, como consequência, acabem entregando resultados menores do que o esperado.

Isso se justifica pela falta de interação. Durante o isolamento social, esses profissionais estarão privados da rotina diária do escritório, as conversas com os colegas de trabalho, a pausa para o cafezinho, o trajeto para casa e as pessoas que costumam encontrar pelo caminho.

Isso é ainda mais forte para quem mora sozinho, mas mesmo para quem vive com a família é necessário reservar um tempo para o trabalho e esse período pode ser bastante solitário.

Por isso, a forma como a gestão vai desenvolver o trabalho é essencial, garantindo que a conexão entre a equipe não se perca por conta do distanciamento físico.

Dicas para uma equipe motivada durante o trabalho em home office


Confira boas práticas que durante a quarentena farão a diferença na sua gestão de trabalho em
home office:

1. Se prepare como líder


O gestor deve estar preparado não só profissionalmente, mas emocionalmente.

Essa é a primeira boa prática para conquistar uma equipe remota mais eficiente. Em outras palavras, o líder que ainda não tem prática com esse modelo de trabalho deve, antes de mais nada, buscar muito conteúdo de capacitação.

A situação da COVID-19 foi urgente e muitos gestores chegaram a ela sem essa bagagem. Mas isso não quer dizer que essa preparação possa ser deixada para depois. 

Enquanto segue as diretrizes da empresa para controlar a situação da melhor forma possível, separe um momento do dia para estudar como outras empresas estão se adaptando, por exemplo. 

Isso pode gerar insights relevantes quando aplicados ao contexto da sua empresa.

Mais do que isso, dedique uma porcentagem de leitura à estudos sobre o comportamento humano, principalmente em situações de isolamento. 

Isso pode te ajudar a entender melhor como a mente funciona em crises como essa, ajudando não só a se colocar no lugar dos profissionais que lidera, como também a entender a si mesmo, evitando a ansiedade e o pânico.

2. Garanta a infraestrutura necessária


Um trabalho em
home office bem sucedido deve contar com uma infraestrutura de qualidade. Isso é o que vai viabilizar o trabalho.

Organize uma lista de equipamentos essenciais a que os colaboradores devem dispor e trabalhe para disponibilizar os recursos que estiverem em falta.

Considere, por exemplo, a disponibilidade de um computador, de boa conexão à internet (se for necessário, estipule uma velocidade ideal), aplicativos e softwares que devem estar instalados na máquina, entre outros aspectos.

Dependendo da complexidade das exigências, talvez seja interessante enviar um suporte de informática à casa de cada um dos colaboradores, garantindo a conformidade da execução.

Trabalhar com equipamentos ágeis, com qualidade e o mais próximo possível do padrão utilizado na empresa é a melhor forma de não desmotivar a equipe por conta de problemas técnicos.

3. Seja claro sobre as expectativas


É importante considerar que uma equipe fazendo trabalho em
home office, principalmente se for a primeira vez, não terá o mesmo rendimento que no escritório. O que é normal e compreensível, ainda mais durante uma pandemia, por exemplo.

Porém, o líder deve definir expectativas sobre o trabalho durante esse período, mas nada que extrapole os limites, é claro.

Ou seja, a expectativa mínima com certeza será conseguir manter o trabalho em andamento com qualidade e eficiência, ainda que em um ritmo mais lento. 

É importante comunicar à equipe essas expectativas, para que não gere ansiedade, um sentimento de pressão por produtividade.

Da mesma forma, essa prática servirá como um patamar para acompanhar os resultados de uma forma mais leve e adaptável.

4. Confie na equipe


É preciso formular uma metodologia de comunicação com a equipe que
transmita confiança.

O ideal, por exemplo, é adotar a estratégia de reuniões diárias para discussão do andamento do trabalho, sem precisar ficar aparecendo toda hora, como se estivesse preocupado que as demandas não estivessem sendo cumpridas.

A tecnologia ajuda muito nesse momento, com ferramentas como o Skype ou Hangouts, que permitem videochamadas em grupo e conectam a fala à linguagem corporal.

Manter esse contato mais próximo é importante para lembrar a equipe que todos estão juntos e que cada um tem uma parcela de importância em algo maior.

Assim como no dia a dia, o contato com o gestor é essencial, pois reforça o compromisso de cada colaborador. A empresa quando operando remotamente, deve encarar esse modelo de trabalho como uma extensão do trabalho no escritório.

É necessário, no entanto, ter cuidado com a forma como esse contato se dará. O líder deve estar atento aos que seus profissionais dizem, dando a esse encontro um caráter de cumplicidade e confiança.

Se as reuniões forem usadas apenas para cobrar resultados e passar ordens, por exemplo, elas acabarão sendo sinônimo de controle excessivo e desconforto.

O importante é demonstrar aos profissionais que o gestor confia que eles vão produzir como se estivessem no escritório.

5. Mantenha o engajamento


A equipe deve estar engajada. O
engajamento é o elemento que faz com que os profissionais queiram dar o seu melhor no que fazem.

Além da relação de confiança que o gestor deve trabalhar para estabelecer mesmo à distância, como pontuamos no item anterior, a troca de opiniões entre o time e a dinâmica de trabalhar colaborativamente devem ser mantidas. 

Mas como fazer isso no trabalho home office? Uma solução já eficaz no trabalho tradicional e que, sem dúvidas, é ainda mais importante no trabalho remoto é a utilização de plataformas colaborativas.

A 4bee Work, por exemplo, valoriza e viabiliza a conexão entre pessoas. Com seu formato de rede social ela transforma a comunicação interna, sendo durante o trabalho em home office uma aliada na manutenção de uma equipe engajada e produtiva.

 

Gostou de nossas dicas de como manter produtivo o trabalho em home office da sua equipe? Saiba mais sobre o 4bee Work e como podemos te ajudar nessa jornada!

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.