Como garantir a proteção de dados no trabalho remoto?

proteção de dados

Como garantir a proteção de dados no trabalho remoto?

A segurança da informação e a  proteção de dados se tornou uma preocupação ainda maior para as empresas durante a pandemia da Covid-19 e a necessidade de migrar para o trabalho remoto.

Com a Lei Geral de Proteção de Dados, as organizações precisam ter uma responsabilidade ainda maior com todo o material que circula por sua base, seja ele referente à questões internas e, principalmente, a dados sensíveis de terceiros.

Mas como ter esse controle quando cada um está trabalhando da sua própria casa? Como prevenir ataques virtuais e outros riscos para a empresa?

Neste artigo, você entenderá melhor qual a importância da proteção de dados no home office, além de conferir dicas importantes de como garantir que seus colaboradores também estejam cientes dessa questão, fortalecendo a segurança da informação.

Confira!

Importância da proteção de dados 


O trabalho remoto, inevitavelmente, expõe os dados das empresas à vulnerabilidades muito mais expressivas, quando comparado ao ambiente corporativo. 

Se mesmo dentro do escritório, com uma equipe de TI sempre presente e atenta, os riscos existem e precisam ser diariamente monitorados, em casa, as chances de alguém não autorizado acessar essas informações aumentam consideravelmente.

Em outras palavras, com cada vez mais pessoas em casa usando dispositivos pessoais e desprotegidos para acessar sistemas internos da empresa, usando e-mails corporativos e outros programas, maior é o perigo. Maiores são as chances de hackers roubarem senhas, dados e credenciais de acesso. 

Considerando o contexto da pandemia, a situação é ainda mais preocupante. A transição para o home office em condições normais, o processo todo levaria de dias a meses, uma vez que é preciso ter um planejamento e um certo preparo tecnológico para a implantação de diretrizes específicas de segurança da informação para tanto. 

Entretanto, a situação emergencial e inesperada que o mundo vivenciou nos últimos meses acelerou a transformação digital nas empresas e acabou levando muita gente a agir no improviso, o que pode causar prejuízos sérios ao negócio.

Garantindo a proteção de dados no home office


A proteção de dados em home office é um desafio e as empresas, mesmo aquelas que já adotaram o trabalho remoto ha mais tempo, ainda estão se adaptando às exigências desse modelo de trabalho.

No entanto, é possível, sim, evitar acidentes cibernéticos, desde que a empresa tome alguns cuidados básicos que fazem toda a diferença. Os principais deles são:

Uso de senhas fortes


É importante adotar senhas fortes, não só nas ferramentas utilizadas, mas no próprio dispositivo. Caso você precise se ausentar do computador por um momento, por exemplo, não é aconselhável que ele fique acessível a qualquer pessoa. 

O ideal é ativar um bloqueio de tela após alguns minutos de inatividade, que só poderá ser desbloqueado mediante a entrada da senha escolhida.

Conscientização da equipe


Os hackers costumam se utilizar de um método conhecido como phishing. Essa prática nada mais é do que um e-mail com uma URL falsa que serve para enganar pessoas e coletar suas informações pessoais. 

A partir do momento em que você clica nesse link, você está dando ao criminoso o acesso ao seu dispositivo. 

Por essa razão, é muito importante conscientizar a equipe sobre essa e outras práticas suspeitas, evitando que, mesmo com as precauções avançadas, alguém acabe caindo em um golpe e colocando todos os cuidados a perder.

Utilização de ferramentas oficiais 


As ferramentas colaborativas facilitam muito o trabalho remoto, por permitirem que vários colaboradores acessem os mesmos arquivos de forma simultânea e em tempo real.

Porém, é importante utilizar canais confiáveis e fazer deles um ambiente oficial para o trabalho, evitando utilizar programas desatualizados ou baixados da internet através de fontes desconhecidas.

Da mesma forma, o uso do e-mail pessoal para tratar de assuntos sensíveis do trabalho e compartilhar arquivos profissionais é uma prática muito perigosa e que deve ser evitada a qualquer custo.

As tecnologias determinadas pela empresa como oficiais garantem a proteção de dados pois são equipadas para tal, incluindo proteção por firewall, antivírus e recursos especiais como VPN e autenticação em duas etapas.

Revisão de uma política de backup


Um erro que pode ser fatal não só no trabalho remoto, mas em qualquer circunstância, é a não realização de um backup frequente de arquivos. Ou seja, deixar tudo salvo no dispositivo é deixar os dados sujeitos à perda ou roubo.

A empresa deve manter uma postura preventiva, garantindo sempre a versão mais recente e atualizada de seus documentos. Graças à soluções digitais, como armazenamento em nuvem, é possível otimizar e agilizar esse processo.

Adoção do suporte de TI remoto


Diversos problemas de TI podem ser resolvidos através de um sistema de suporte remoto. 

A empresa pode contar esse tipo de tecnologia, dando acesso à um técnico da empresa aos dispositivos dos colaboradores em home office.

Assim, ele poderá monitorar o funcionamento de um determinado dispositivo, identificando vulnerabilidades, problemas, executando ações e passando orientações para quem está trabalhando do outro lado.

 

Gostou dessas dicas? Se você quer ler mais sobre inovação, sugerimos conferir nosso conteúdo sobre e-learning corporativo e suas vantagens para as empresas.

Compartilhe

Deixe seu e-mail e receba antes o nosso conteúdo.